Barbosa e Cardoso sucedem a… Barbosa e Cardoso

Dois portugueses a vencerem as duas primeiras etapas da Volta a Portugal era algo que não acontecia desde 2006. Na altura os intépretes do feito foram os mesmos deste ano: Cãndido Barbosa, então ao serviço da LA-Liberty Seguros, e Manuel Cardoso, que corria pela Riberalves-Boavista. Até a ordem foi a mesma. Cândido começou a ganhar e Cardoso venceu ao segundo dia de prova, ficando dono da camisola amarela. Acontece que o triunfo do jovem de Paços de Ferreira deu-se por desclassificação do rival de Rebordosa, num sprint apertado em Lisboa.

Foi preciso esperar três anos para que os lusos voltassem a entrar em força na corrida maior do calendário português. Quantos anos será preciso esperar para que o domínio nacional seja ainda mais forte e as três etapas inaugurais sejam arrebatadas por homens da casa? Se algum português vencer amanhã, na Guarda, a espera será de 24 anos. Sim, porque desde 1985 que não assistimos a três vitórias lusitanas nas três primeiras etapas da Volta. Nesse ano, a corrida começou com um prólogo de 4 quilómetros, em Tavira, ganho pelo actual comentador televisivo Marco Chagas (Sporting). Seguiu-se uma ligação entre Castro Marim e Grândola e uma viagem de Grândola para o Seixal. Ambas coroaram Carlos Santos, companheiro de Chagas no emblema do leão.

1 comentário a “Barbosa e Cardoso sucedem a… Barbosa e Cardoso”

  1. Ouve-se que Marco Chagas e Leonel Miranda estão na linha da frente para pegar na equipa do Sporting club de Portugal para 2010 com um novo projecto.nada tem haver com o topico mas deixo aqui uma no ar,para ficarem a espera de novidade que vai sair durante a volta a Portugal,pelo que se ouve!

Os comentários estão fechados.