Volta a Portugal de Juniores perto do arranque

O pelotão português de juniores encontra-se amanhã para a mais importante prova por etapas da temporada, a Volta a Portugal daquele escalão. A corrida é composta por quatro tiradas, uma das quais um contra-relógio individual de 11 quilómetros. Atendendo ao percurso escolhido, saem beneficiados os corredores que passem com à-vontade as subidas, já que só uma chegada será em terreno plano, a do último dia, numa jornada curta mas com montanha pelo meio.

A região do Oeste assiste ao tiro de partida da prova, que começa com uma etapa dura de 104,5 quilómetros, entre Torres Vedras e Sobral de Monte Agraço. A meta está instalada numa contagem de montanha de terceira categoria, mas o percurso encerra mais duas dificuldades, as ascensões para a serra da Vila (3ª categoria) e para o parque eólico da Ereira (2ª categoria). Espera-se, portanto, uma primeira selecção de valores logo na etapa inaugural.

A mais longa viagem da Volta a Portugal de Juniores está agendada para o segundo dia de estrada. Os corredores irão percorrer 115,1 quilómetros entre a Praia da Areia Branca e Alcobaça, com a meta, mais uma vez, a ser coincidente com um prémio de montanha de terceira categoria. Os roladores esfregam as mãos na terceira etapa, que consiste num contra-relógio individual de 11 quilómetros, em Arazede.

A última etapa tem partida de Vila do Conde e chegada a Guilhabreu, 88,1 quilómetros depois do arranque. A selectividade do percurso, com dois prémios de montanha – ainda que na primeira metada da prova – pode estabelecer diferenças e provocar acertos de contas, provocados pelos corredores que não tenham ficado satisfeitos com a tabela estabelecida pelo contra-relógio da véspera.

Entre os favoritos, sobressaem os dois primeiros da Taça de Portugal, Daniel Freitas (Silva & Vinha/ADRAP) e Hélder Ferreira (CC Barcelos/AFF Electrodomésticos). No entanto, a concorrência será apertada e é preciso ter em conta os desempenhos do campeão nacional de contra-relógio, Rafael Reis (Crédito Agrícola/Alcobaça), do campeão de fundo, Vítor Valinho (CC José Maria Nicolau), assim como a forma como se apresentarão Leonel Coutinho e David Rodrigues (ASC-Vila do Conde) ou Bruno Borges (LA Sistemas/Trevomar).

3 comentários a “Volta a Portugal de Juniores perto do arranque”

  1. Boa sorte a todos os participantes que seja uma prova bem disputada longe de eventuais azares e quedas e que no final ganhe o melhor.

    Cumprimentos.

  2. a todos os ciclista desejo-lhe a melhor sorte possivel e que ganhe o ciclista que melhor regularidade apresente ao longo das quatro etapas e que seja um justo vencedor para que este forum sirva para analisar as etapas e os vencedores e não um foram para lavar roupa suja, uma boa jornada para todos os ciclistas e directores desportivos, que tudo corra pelo melhor.

Os comentários estão fechados.