Quatro equipas portuguesas na Corunha a partir de amanhã

O pelotão da Volta à Corunha, que se corre de amanhã até sábado, conta com quatro equipas de clube portuguesas: Crédito Agrícola, Mortágua/DR Seguros, SM Feira/E. Leclerc/Moreira Congelados e Tavira/Palmeiras Resort. A Artesanía de Galicia/CC Lugo, recheada de corredores portugueses mercê do acordo entre os galegos e a EC Fernando Carvalho também competirá, ao lado de mais 13 equipas.

A Volta à Corunha é composta por três etapas, num total de 391 quilómetros. Mesmo que nenhuma das tiradas possa ser considerada de montanha, todas elas se desenrolam em estradas marcadas pelos altos e baixos, pelo que qualquer uma das ligações pode servir para um ataque vitorioso que decida a corrida.

A prova começa amanhã. Os ciclistas serão chamados a percorrer 125 quilómetros com partida e chegda a Padrón. As duas contagens de montanha do dia, ambas de segunda categoria, ficam muito distantes da meta, pelo que os homens mais rápidos poderão ter aqui uma oportunidade para brilharem, caso haja equipas interessadas em controlar a corrida.

Ao segundo dia percorrem-se 139 quilómetros, com partida e meta em Ordes. Duas contagens de montanha – uma de terceira e outra de segunda – na última metade da tirada e uma fase final de perfil ondulado irão, certamente, fazer mossa.

A Volta à Corunha termina com uma viagem de 127 quilómetros entre Fene e As Pontes. É a mais selectiva das etapas, contando com três prémios de montanha, o último dos quais a oito quilómetros do final da corrida.