Prova de Abertura com novo figurino

A prova de Abertura tem este ano uma caraterística diferente de anos anteriores. Não será uma prova, mas sim duas, uma a disputar no dia 10 de abril, destinada apenas a equipas de clube, e outra no dia seguinte, apenas para equipas continentais.

A época abre, com uma prova pontuável para a Taça de Portugal, e com uma caraterística importante para as formações continentais: poderão linhar 10 ciclistas, número máximo autorizado, o que quer dizer que poucos serão os ciclistas que ficarão sem correr. Na verdade, num calendário algo debilitado, e sempre com o receio do que o futuro nos pode limitar, colocar a correr o maior número de ciclistas por equipa, é sempre um motivo positivo.

A prova de sábado terá uma extensão de 129 kms, seis voltas a um circuito de 17 kms, com partida e chegada em Sangalhos, já a prova para profissionais terá a partida marcada para Vagos e chegada à Anadia, depois de percorridos 172 kms.

Percursos:

One thought on “Prova de Abertura com novo figurino”

  1. Temos poucas provas,se todas as equipas nacionais pudessem fazer mais provas em espanha,frança trazia mais competitividade ao ciclismo nacional.se melhores equipas estrangeiras corressem cá,com uma verdadeira volta a portugal,o ciclismo nacional sairia da estagnação em que se encontra.

Os comentários estão fechados.