Brambilla comandou a revolução no Tour dos Alpes

O circuito World Tour já começou, nos Emirates Árabes Unidos, onde um pequeno grupo discutiu entre si o triunfo de etapa, mas as atenções estiverem viradas para a etapa final do Tour do Alpes, onde a emoção, a incerteza e um ciclismo de ataque prendeu, para quem gosta da modalidade, o olhar atento na televisão, ou melhor na Eurosport, não fosse este canal de televisão internacional, e em Portugal o ciclismo tinha deixado de existir, tal é o ostrascismo dos órgãos de comunicação, bem como, mais grave ainda, da própria entidade que o regula.

Michael Woods partiu de amarelo, chegou como é lógico com a mesma camisola, mas no final, teve que a despir para Gianluca Brambilla ( Trek-Segafredo), que cortou a meta isolado, com 18 segundos de vantagem sobre o canadiano, que terminou a prova no segundo lugar do pódio.

Foi uma etapa louca, impulsionada pela Groupama- FDJ que formou na frente do pelotão, um grupo de 19 unidades, no qual tinha três unidades, Rudy Molard, quarto a dez segundos, Valentin Madouas e Armirail, juntamente centre outros Gianluca Brambilla e Simon Clarke, Geoghegan Hart, e Gorka Izaguirre. Os homens da FDJ, em especial Armirail impuseram um ritmo diabólico, colocando em perigo a camisola amarela de Woods. A 25 kms da meta, na última ascensão do dia, a vantagem era de 2.45 e cá atrás só a formação israelita perseguia, e os azares sucediam-se com Daniel Martin e Hugo Hofstetter  a serem vitimas de problemas mecânicos.

No meio de tanta agitação, os erros sucediam-se. No grupo da frente a Groupama esqueceu-se que levou grande parte da fuga, Brambilla na roda. Depois atacou com Madouas deixando em perigo Molard, facto aproveitado por Brambilla que atacou forte a 11 kms da meta, deixando Madouas agarrado às pernas.

No pelotão era só Woods que perseguia, pelotão resumido a um grupo de uma dezena de ciclistas. O erro do camisola amarela foi ter permitido a formação de um grupo de nomes fortes e equipas que, estando na frente da corrida não lhe dariam ajuda depois na perseguição, como o caso da Trek e da Ineos. Depois, chegou a ter a fuga a um minuto, para ceder novamente. Woods ficou claro, pela etapa que fez ontem e hoje, que era o homem mais forte da prova, mas isso não chega. Baqueou por cinco segundos, pode queixar-se dos problemas mecânicos de Martin e Hofstetter mas isso são pormenores de corrida, os erros foram muitos na equipa israelita . Quem esteve bem, foram os italianos da Trek bem mais expeditos, experientes e seguros na forma de correr. Ao colocarem na frente Brambilla jogaram em dois tabuleiros, na frente da corrida e no grupo com Mollema.

Um bom triunfo do Trek e muito em especial de Brambilla que ao fim de dez anos ganhou a sua primeira prova por etapas. Mais vale tarde que nunca.

Classificação: etapa:

1 BRAMBILLA Gianluca Trek – Segafredo 14 20 3:43:32
2 GEOGHEGAN HART Tao INEOS Grenadiers 5 12 0:13
3 O’CONNOR Ben AG2R Citroën Team 3 7 ,,
4 MOLARD Rudy Groupama – FDJ 5 ,,
5 MADOUAS Valentin Groupama – FDJ 4 ,,
6 FUGLSANG Jakob Astana – Premier Tech 3 0:18
7 GAUDU David Groupama – FDJ 2 ,,
8 MOLLEMA Bauke Trek – Segafredo 1 ,,
9 QUINTANA Nairo Team Arkéa Samsic ,,
10 WOODS Michael Israel Start-Up Nation ,,
11 IZAGIRRE Gorka Astana – Premier Tech 0:39
12 CHAMPOUSSIN Clément AG2R Citroën Team 1:19
13 STORER Michael Team DSM 3:06
14 LIVYNS Arjen Bingoal – Wallonie Bruxelles 3:53
15 TULETT Ben Alpecin-Fenix ,,
16 ARMÉE Sander Team Qhubeka ASSOS ,,
17 VUILLERMOZ Alexis Team Total Direct Energie ,,
18 DÍAZ José Manuel DELKO ,,
19 HOULE Hugo Astana – Premier Tech ,,
20 MARTIN Dan Israel Start-Up Nation ,,
21 SIVAKOV Pavel INEOS Grenadiers ,,
22 CARR Simon EF Education – Nippo ,,
23 TEJADA Harold Astana – Premier Tech ,,
24 DE LA PARTE Víctor Team Total Direct Energie ,,
25 THOMAS Geraint INEOS Grenadiers ,,
26 JANSSENS Jimmy Alpecin-Fenix ,,
27 HERRADA Jesús Cofidis, Solutions Crédits 5:21
28 HIVERT Jonathan B&B Hotels p/b KTM ,,
29 ARU Fabio Team Qhubeka ASSOS 6:01
30 VAN BAARLE Dylan INEOS Grenadiers 6:50

Geral final:

1 BRAMBILLA Gianluca Trek – Segafredo 125 100 12:51:00
2 WOODS Michael Israel Start-Up Nation 85 70 0:05
3 MOLLEMA Bauke Trek – Segafredo 70 50 0:06
4 MOLARD Rudy Groupama – FDJ 60 36 0:10
5 O’CONNOR Ben AG2R Citroën Team 50 28 0:11
6 GAUDU David Groupama – FDJ 40 24 0:12
7 MADOUAS Valentin Groupama – FDJ 35 20 0:13
8 FUGLSANG Jakob Astana – Premier Tech 30 18 0:18
9 QUINTANA Nairo Team Arkéa Samsic 25 16 ,,
10 GEOGHEGAN HART Tao INEOS Grenadiers 20 14 0:26
11 CHAMPOUSSIN Clément AG2R Citroën Team 15 12 1:38
12 IZAGIRRE Gorka Astana – Premier Tech 10 10 2:13
13 STORER Michael Team DSM 5 8 3:42
14 LIVYNS Arjen Bingoal – Wallonie Bruxelles 5 7 3:53
15 MARTIN Dan Israel Start-Up Nation 5 6 ,,
16 SIVAKOV Pavel INEOS Grenadiers 3 5 ,,
17 TULETT Ben Alpecin-Fenix 3 4 ,,
18 TEJADA Harold Astana – Premier Tech 3 3 ,,
19 CARR Simon EF Education – Nippo 3 2 4:06
20 VUILLERMOZ Alexis Team Total Direct Energie 3 1 4:09
21 ARMÉE Sander Team Qhubeka ASSOS 3 4:14
22 DÍAZ José Manuel DELKO 3 4:29
23 JANSSENS Jimmy Alpecin-Fenix 3 4:42
24 HERRADA Jesús Cofidis, Solutions Crédits 3 5:21
25 HIVERT Jonathan B&B Hotels p/b KTM 3 ,,
26 THOMAS Geraint INEOS Grenadiers 5:27
27 ARU Fabio Team Qhubeka ASSOS 6:33
28 CICCONE Giulio Trek – Segafredo 8:19
29 DE LA PARTE Víctor Team Total Direct Energie 9:03
30 ARMIRAIL Bruno Groupama – FDJ 10:05

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *