Brexitcondiciona ciclistas britânicas

Com a entrada do Brexit, as ciclistas britânicas necessitam agora de suporte para poderem viajar do Reino Unido para a Europa, com o fim de poderem competir e treinar com base nos seus contratos de trabalho com equipas femininas registadas na UCI.

A Cyclists ‘Alliance (TCA) está a trabalhar com a British Cycling fornecendo suporte às atletas britânicas que necessitem de ajuda, a fim de conseguirem as respetivas licenças de viagem e trabalho .

Já confirmada está a Associação feminina de ciclistas que formaram um novo conselho de ciclistas eleitos, onde se incluem Marianne Vos, Amanda Spratt e Haley Smith, formada para ajudar individualmente para que todas as colegas possam treinar e correr em segurança e legalmente na Europa.

A Associação de ciclistas femininas TCA, já ganhou notoriedade nio meio do ciclismo feminino, com um trabalho muito positivo que tem realizado e desenvolvido , com a Associação a proporcionar às atletas femininas apoios educacionais, orientação profissional, assistência jurídica, e de aposentação.

Foi recentemente criada na Associação o Conselho de Ciclistas, tendo sido eleitas dez atletas, onde se incluem, Marianne Vos, Audrey Cordon-Ragot, Christine Majerus, Ellen van Dijk, Amanda Spratt, Haley Smith, Agua Marina Espinola, Leah Kirchmann, Ariane Lüthi e Marcella Toldi.

José Morais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *