Froome prepara na Califórnia o inícioo de época

O líder da Israel Start-Up, Chris Froome prepara o Tour de França, com o desejo, de atingir osníveis de outrora , dando a entender que a mudança da equipa da Ineos Grenadiers para a formação israelita, lhe deu uma vida nova, tanto fisicamente como mentalmente.

Froome, que depois de 11 anos na equipa da Ineos Grenadiers e com quatro vitórias no Tour de França, relembra que em 2019 se envolveu numa grande queda no Critério du Dauphine, que chegou a ameaçar a a sua carreira, aproveitou o ano de 2020 para encontrar novamente a sua forma física, após uma longa paragem.

Apesar do esforço, não foi capaz de recuperar os seus níveis cpmpetitivos, mas continua confiante, e com a continuação de muitos treinos e trabalhos de musculação , quer continuar a lutar pela sua honra em corridas de três semanas, aumentando assim o seu currículo .

Objetivo principal para 2021 : lutar pelo triunfo noTour de França, revelando a sua ansiedade pelo início da época de 2021, esperando que seja o início do que vai ser uma grande e longa parceria emocionante plena de sucesso.

Para Froome, a mudança para a Israel Start-Up Nation surgiu após uma conversa com o diretor geral da equipa, Kjell Carlstrom, já que a dupla tinha andado junta na Team Sky há mais de uma década, e após diversas conversas, as negociações com os donos da equipa seguiram rapidamente, Froome que também assinou um contrato de longo prazo com a equipa, aformou que pode permanecer na Israel Start-Up Nation, durante muito tempo como ciclista profissional.

Froome concordou que ao entrar para a ISN, era um compromisso não apenas de um ou dois anos, mas sim um potencial compromisso para o final da sua carreira. Recordou que nesta fase com 35 anos de idade, regressando de uma grande lesão, ano a pós ano na mesma equipa, e mudando de equipa neste ponto da sua carreira, será um estímulo tanto mentalmente como em motivação.

Froome que neste inverno se mudou para a Califórnia com a família, e com um clima mais quente está a aproveitar para continuar a sua reabilitação, para depois regressar à Europa, e iniciar a sua nova temporada de 2021. A sua ida para os EUA na Califórnia vem no seguimento da sua preparação, aproveitando assim o melhor clima, tendo conseguido trabalhar no Red Bull High Performance Center.

José Morais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *