A febre da deteção de talentos adultos

O mais jovem vencedor da Vuelta a España tem um passado desportivo como saltador de esqui, Michael Woods é um ex-corredor de atletismo e quer a BORA-hansgrohe quer a Androni Giocattoli-Sidermec podem contar, cada uma , com um esquiador de fundo a partir da próxima temporada. Nos últimos anos, tem-se assistido a uma escalada de atletas de outras modalidades a optarem pelo ciclismo e a fazerem sucesso como ciclistas.

A questão que se coloca é se alguém que está no topo, noutra disciplina pode facilmente mudar para o ciclismo. Não é fácil acontecer com todas as disciplinas desportivas, cujo tipo de esforço não se coaduna com o ciclismo, como o caso dos desportos coletivos. Nalguns desportos individuais, o tipo de esforço assemelha-se ao produzido pelos ciclistas, como o caso dos esquiadores, em especial de fundo e esqui alpino, ou mesmo os remadores que produzem esforços em tudo semelhantes aos ciclistas, com grandes valores de resistência aeróbica e um alto VO2max . Uma outra modalidade, mas esta essencialmente do ponto de vista muscular, são as corridas de patinagem, cujos músculos agonísticos são os mesmos utilizados pelos ciclistas.

A grande vantagem do ciclismo é que o praticante não necessita de um gesto muito complicado. O ato de pedalar é simples, praticamente mecânico, intuitivo e repetitivo, Quem vem de fora, como o caso dos remadores, por exemplo, a enorme força de pernas facilita o ato de pedalar, com uma melhor adaptação para a utilização de desmultiplicações mais pesadas, em detrimento da pedalada em souplesse mais técnica.

Aliando as faculdades fisiológicas, musculares a uma técnica de fácil aprendizagem, é muito comum, por exemplo, assistirmos a uma iniciação no ciclismo já em idade adulta, com sucesso e rápido, o que não acontece nas modalidades desportivas em que o gesto técnico e prioritário, como por exemplo, o andebol, basquetebol e futebol, sem esquecer as modalidades mais específicas no gesto técnico, como a ginástica e natação, por exemplo, cuja prática em alta competição apara adultos sem um passado na modalidade é impossível .

Por outro lado, o facto do ciclismo pertencer ao grupo das modalidades apoiadas facilita ainda mais. na verdade o praticante ao apoiar o corpo em cinco pontos da bicicleta estabiliza os diversos grupos musculares, proporcionando uma maior destreza gestual.

Um dos principais problemas que atletas que vêm de outras modalidades tardiamente para o ciclismo, prende-se em dois pontos muito importantes : controlar a bicicleta quando pedala em grupo, e no domínio da bicicleta nas descidas. Dois pontos importantes que obrigam a um treino intenso.

A febre da procura de novos talentos, já em idade avançada, com atletas oriundos de outras modalidades foi desencadeada pelo sucesso de Roglic, considerado um dos melhores ciclistas mundiais.