Giro: testes Covid em minutos

Os 176 ciclistas da Volta à Itália, que partirá da Sicília no sábado, foram submetidos a um teste de antígeno (com resultados muito rápidos) nos últimos dois dias.

Os 176 ciclistas que vão participar na Volta à Itália (3 a 25 de outubro) foram submetidos ontem e hoje na Sicília a testes antigênicos, que permitem um resultado muito rápido, em poucos minutos, de acordo com o regulamento italiano que o validou este tipo de pesquisa. Um resultado positivo leva a um teste clássico, que requer um período mais longo. O método será repetido durante os dois dias de descanso da prova programados para 12 e 19 de outubro.

Se a amostra de teste antigênica é retirada das narinas, como nos testes de RT-PCR, ela não requer análise laboratorial, o que permite um acelerar do resultado muito menor. A Alta Autoridade Francesa para a Saúde (HAS) recentemente deu luz verde aos testes antigênicos, cujo princípio é identificar proteínas do vírus. “Um caso detectado mais rapidamente permite tomar medidas para reduzir o risco de infectar outras pessoas” .