A bicicleta de Pogacar uma obra de arte de Colnago

A bicicleta da UAE , naturalmente a de Pogacar, é italiana e uma das marcas mais prestigiadas em todo o mundo, a Colnago, equipada com material Campagnolo, numa clara afirmação da tecnologia italiana e do toque artesanal, que tanto carateriza as bikes transalpinas, invariavelmente consideradas as mais belas.

O modelo utilizado por Pogacar, V3Rs  foi o que normalmente agora poderemos chamar de uma bicicleta tradional, ou seja sem travões de disco.O esloveno optou pela utilização dos travões de pinças, deixando de lado os travões de disco, dando maior valorização ao peso da bicicleta.

De referir, contudo, que V3Rs disc model pesa apenas 6,950 , muito perto do limite estabelecido de 6,800.

Vencedor da 1ª etapa, Kristoff, utilizou a mesma bicicleta com que alinhou na partida, tendo tido apenas algumas configurações, como a fita de guiador e pequenos pormenores para realçar o amarelo da camisola,mantendo a cor original da equipa. Já Pogacar alinhou no último dia com uma bicicleta totalmente amarela, com um quadro feito para a ocasião, sinal evidente que havia esperança de ganhar o Tour.

Eesto Colnago, com o quadro utilizado na última etapa por Pogacar. Colnago foi, durante muitos anos mecânico de Eddy Merckx e é uma legenda do ciclismo internacional.

Na etapa C/R , Pogacar utilizou a bicicleta de C/R, equipada com potenciómetro e o computador de bordo, contudo quando mudou para a bicicleta de estrada, no início do col de la Planche des Belles Filles não contou com qualquer aparelho referenciador do esforço que estava a realizar, guiando-se pelas sensações, tal como aliás fazia Cancellara, quando disputava as suas principais competições, como o Paris-Roubaix.