Pogacar irá fazer tremer a Jumbo?

Resultados da fase 15 do Tour de France.  Pogacar vence Roglic no Grand Colombier, Bernal perde mais de sete minutos
Quem pára Pogacar ?

A procissão ainda vai no adro, dizemos nós, e a hecatombe já é grande, principalmente para aquela que era considerada a melhor equipa do mundo, a Ineos. O Tour vai entrar na sua última e decisiva etapa, com a luta reservada apenas a dois ciclistas, Rogli e Pogacar.

Hoje, numa etapa dura, seletiva, Pogacar deve ter colocado a equipa da Jumbo em estado de alerta. Os quarenta e quatro segundos de atraso que o ciclista da UAE tinha para Roglic vão sendo reduzidos, sem o apoio da sua equipa, que não existe, pelo menos nos momentos decisivos, e sem grande desgaste por parte do jovem ciclista. A Jumbo vai comandando o pelotão, vai fazendo estragos pela montanha acima, impõe a sua passada, mas neste momento não tem grande alternativa, senão confiar apenas em Roglic. Isto é o problema das grandes equipas em teimarem a apostar num leader único. Agora, com todo este domínio, Pogacar sem ter necessidade de controlar seja o que for, sujeita-se a ganhar o Tour. Senão ganhar, vai pelo menos colocar em estado de stress, durante toda a semana, o forte bloco holandês.

Egan Bernal joga uma toalha após o uppercut de Jumbo-Visma: “Ganhar o Tour é impossível agora”
Cara de menino ou desespero a de Egan Bernal ? O leader único destroçou a Ineos.

Na luta pelo pódio, os colombianos vão perdendo homens pelo caminho. Hoje foram Quintana e Bernal, mas Rigoberto Uran e Angel Lopez , também não deram sinais de grande vitalidade, na parte final da etapa de hoje, Não se mexeram e pedalaram muito na cauda do grupo. No lote do top ten, dois nomes nos parecem muito consistentes. Referimo-nos a Adam Yates, o único que ousou atacar nos últimos dez kms da etapa e Richie Porte que não se mexe mas aparece sempre nos últimos metros a dar nas vistas. Porte está a fazer um dos seus melhores Tours.

Uma palavra para a luta dos sprinters, com Bennett a ganhar mais uns pontitos no sprint intermédio a Sagan.

Não diremos que houve um reforço na liderança de Roglic, mau grado o desaparecimento de cena de Bernal, pois Pogacar, para além de ganhar a etapa, a segunda, ganhou mais quatro segundos na luta direta com Roglic. Já lá diz o ditado, grão a grão enche a galinha o papo.