Para bem do Tour, seria bom que não saísse a ” fava”a ninguém

Quatro equipas arriscam-se a ser expulsas do Tour, na próxima segunda feira, se mais um elemento destas equipas acusar positivo ao teste Covid. Na verdade, segundo as normas sanitárias implementadas no início do Tour, em Nice, ficou aprovado que se uma equipa tiver dois casos positivos, num espaço de sete dias será expulsa do Tour.

As equipas bem tentaram que só seriam expulsas se os casos de Covid se os casos se reportassem apenas aos ciclistas, mas a sugestão não foi aceite pelas autoridades francesas, sendo de imediato implementadas pela ASO e UCI. Assim, Ineos, Cofidis, AG2R e Michelton estão na corda bamba e com um stress que nem será bom pensar.

Tínhamos dito no início do Tour, que era incompreensível que em tempos de pandemia, as equipas arriscassem em levar para o Tour um staff tão alargado, pois quanto maior for o número de pessoas envolvidas no seio de uma equipa, mais são as probabilidades de acontecer um caso e maior serão também as probabilidades de uma maior propagação.

Para bem do Tour seria bom que não saísse a fava a nenhuma formação .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *