Chegada tumultuosa no Memorial Pantani

Mais uma chegada polémico e tumultuosa, na memorial Marco Pantani, disputada ontem, e que acabou com o triunfo de Fabio Fellini da Astana.

O italiano foi o mais rápido após 199,8 km em Cesenatico, à frente de Ethan Hayter (Ineos) e Alexandr Riabushenko (Emirados Árabes Unidos), mas este último deveria ter sido eliminado, tal foi a gravidade da falta cometida em pleno sprint, sobre Daniel Munoz que fraturou a mão e o impedirá de participar no Giro. O Colégio de Comissários esteve-se nas tintas para o incidente. Nem mesmo o VAR ajudou…