Por um centímetro se ganha por um se perde: Rui Costa campeão nacional em Paredes

Rui Costa bate Daniel Mestre num sprint emocionante

Foi por uma unha negra que Rui Costa venceu o Nacional de Fundo, à frente de Daniel Mestre, numa corrida de muito sacrifício e pundonor do poveiro, que teve nos irmãos Oliveira o elixir que lhe permitiu vencer hoje, perante uma multidão em Paredes.

Foi um corrida estranha, como são todos os Nacionais, atípica, com umas equipas em vantagem em relação a outras, a W52-FCP , por exemplo alinhou com 12 ciclistas, a Efapel com nove e eram os conjuntos favoritos ao triunfo final. Cedo a Efapel assumiu a liderança da corrida, depois do primeiro ataque , a cargo de Tiago Ferreira ( W52). Ainda a prova estava a c a entrar no circuito e já a Efapel tinha para trás os irmãos Paulinho. Corrida de desgaste, a fuga do dia começou com um forte ataque de João Rodrigues . Alcançado o portista formou-se na frente um grupo de nove ciclistas, com a W52 com quatro elementos, enquanto a Efapel estava reduzida a apenas dois ( Mendonça e Joni). Rui Costa tinha a seu lado Rui Oliveira. Mais tarde juntar-se-ia Ivo Oliveira que seguiu entre o pelotão e o grupo da frente durante muito tempo, contando com o incentivo do seu carro de apoio…

Com a recolagem de Ivo ao grupo da dianteira, Rui Costa sentiu que podia ganhar, atacando na última volta, na subida para Lordelo, só sendo acompanhado por Daniel Mestre. Com Mendonça esgotado, esteve sempre na cabeça do grupo, Joni Brandão não consegui responder, nem tão pouco os restantes adversários. Quando se esperava pelo triunfo de Daniel Mestre, o alentejano é rápido, seria Rui Costa a sagrar-se campeão, num sprint de morte.

Os Campeonatos tinham chegado ao fim, correram bem, mas haverá pontos a corrigir no futuro.

Classificação:

1 comentário a “Por um centímetro se ganha por um se perde: Rui Costa campeão nacional em Paredes”

  1. Valeu a experiência. Agora pergunto eu que tática era a da Efapel? É o que dá ter um Diretor Desportivo que não tem licença Desportiva válida para o cargo. A culpa não é dele mas sim dos comissários.

Os comentários estão fechados.