Froome abandona Ineos no final da época

Ao fim de dez anos de ligação com a estrutura chefiada por Dave Brailsford, Chris Froome e a Ineos chegaram a acordo na não continuidade do ciclista britânico, no final desta temporada.

Desejoso de continuar a ter á sua volta uma equipa, da qual possa ser o único chefe de fila, Froome viu tapada essa possibilidade da Ineos, que prefere optar por uma chefia da equipa com ciclistas mais jovens, nos quais se destacam, Egan Bernal e Carapaz, para além de ter sempre como reserva Thomas.

Chris está connosco desde o início. É um grande campeão e passamos momentos memoráveis ??ao longo dos anos. Estou convencido de que esta é a decisão certa para a equipa e para ele. Dado o seu histórico , é compreensível que queira assumir a liderança no próximo capítulo de sua carreira, algo que não poderíamos garantir neste momento. A saída da equipa dá-lhe essa certeza. Ao mesmo tempo, oferece a outros ciclistas da nossa equipa a oportunidade que merecem e desejam.” – palavras de Brailsford.

O próprio Froom teve uma resposta curta. “Foi uma década fenomenal .”, afirmou. “Conseguimos muito juntos e sempre irei valorizar essas memórias. Estou ansioso por novos desafios, mas, enquanto isso, estou focado em ganhar o meu quinto Tour com a INEOS.