Delmino Pereira muito assertivo na RTP

O presidente da Câmara de Viana do Castelo é um bom samaritano, e um puritano dos sete costados, defensor dos direitos dos seus cidadãos. Fossem todos como ele e, hoje, estaríamos ainda fechados a sete chaves, confinados e amordaçados nas nossas casas.

Politicamente, o presidente de Viana do Castelo não teve força política, pese a redundância, para defender a chegada de uma etapa da Volta a Portugal, cujo contrato já deveria estar assinado há muito. Foram muitas as festas adiadas no concelho e a contestação dos seus conterrâneos poderia não ser a melhor, numa altura em que nos aproximamos dos eleições, é certo que falta ano e meio, mas já se começa a pensar nisso.

A resposta foi bem dada, hoje no telejornal da RTP, pelo presidente da FPC, Delmino Pereira que rebateu de forma firme e assertiva, as incertezas do Presidente vianense, que prestou um mau serviço ao ciclismo, ao desporto e às gentes da sua terra. Quis ter protagonismo, pouco se importando com a história, o passado e os nomes de antigos ciclistas locais. Borrifou-se para tudo e todos . Foi pena, porque em anos anteriores Viana do Castelo sempre soube receber a Volta.