Volta: “esperemos o que nos reserva o plano de contingência”

Internamente a Volta a Portugal continua no segredo dos deuses. Há convicção de que se realizará, e em caso positivo, como será efetuada, isto é, se terá recurso a equipas internacionais.

A realizar-se a Volta, esta será uma das primeiras competições a realizar-se, sob a égide da UCI, o que poderá aguçar o apetite de muitas equipas, para rodarem com vista às provas que se seguirão. Mas o problema maior é se será positiva a vinda de equipas de vários países, com todos os problemas daí resultantes.

Dois dos pontos principais restritivos, atualmente aplicadas na Europa, tem a ver com as viagens e as várias medidas de quarentena o que significa que atualmente é quase impossível competir. Mesmo que as medidas diminuam, fica complicado para as equipas viajarem com segurança com os seus ciclistas e não será com facilidade que as fronteiras estarão de portas abertas.

Uma Volta diferente, com recurso a medidas inovadoras que poderiam passar por:

Substituição da habitual reunião de diretores desportivos presencial, para vídeo conferência e apresentação de licenças via Whatsapp e entrega de documentação às equipas no hotel de cada uma.

Todos os documentos relacionados com a corrida serem transmitidas via digital : comunicados, números de carro de apoio, etc.

Zona de meta restringida apenas a jornalistas, elementos do staff das equipas , ciclistas e comissários.

Assinatura do livro de ponto substituída pelo controlo de temperatura, com passagem do ciclistas num ponto determinado.

Carros de apoio reduzidos a um por corrida, e com lotação reservada a duas pessoas: diretor e mecânico.

Zonas de partida e chegada reservadas a convidados, munidos de crachat e sem público.

Zona de animação da Volta transferida para a caravana publicitária, que partiria cerca de trinta minutos antes da passagem dos ciclistas distribuindo brindes. Local de partida da caravana diferente da dos ciclistas.

Alojamento máximo de duas equipas por hotel .

Passagem de testes Covid ( véspera da prova e dia de descanso) a todos os elementos detentores de um crachat da organização.

Esperemos, contudo, o que nos reserva o plano de contingência .