ASO quer alterar Tour para setembro

A ASO quer organizar o Tour de France de 29 de agosto a 20 de setembro, o dia do Campeonato Mundial de Contra-Relógio, prova que teria de ser movida, assim como o Vuelta. A UCI não quis responder, reunindo na quarta-feira com a ASO e outras autoridades de ciclismo para determinar um novo calendário. Embora seja principalmente o próprio coronavírus que orá determinar se todas essas provas se realizarão.

Foi o presidente francês Emmanuel Macron quem decidiu na segunda-feira à noite que o Tour seria adiado porque eventos de massa não eram permitidos até 15 de julho. O Tour de France estava programado para começar em 27 de junho em Nice. Um dia depois, o organizador ASO confirmou o adiamento. “Estamos à procura de novas datas.” De acordo com o jornal francês Le Dauphiné, a preferência parece ir para setembro (29 de agosto a 20 de setembro) informação confirmada nos círcuitos da modalidade.. Agosto foi sugerido anteriormente, mas isso pode ser muito cedo e a organização também deseja que os ciclistas tenham mais tempo para se preparar adequadamente.

Especialmente em função dos ciclistas franceses, que por enquanto só podem treinar nos rolos. Por outro lado, a ASO tem ainda em cima da mesa o Criterium du Dauphiné (que foi planeado de 31 de maio a 7 de junho) e que poderá ser transferido para agosto como uma corrida de preparação. Portanto, o Tour ficaria fora das férias de verão, o que traria menos atividade pública.

Mas e o Vuelta? Está programado de 14 de agosto a 6 de setembro e, portanto, sobrepõe-se ao Tour, e isso está fora de questão. O Vuelta também é organizado pela ASO e já anunciou que deseja ajustar um nova data. Em agosto ou outubro, mas o Giro espera por isso também. A UCI quer estender o calendário até meados de novembro. A questão é se os governos de países afetados pela crise da coroa, como Itália e Espanha, gostariam de organizar outro evento de massa este ano. Na França, essa chance já é maior, embora ainda deva ser visto como a epidemia evoluirá. “Agosto e setembro ainda estão muito longe, mas acho improvável que uma grande prova com participantes de todo o mundo já ocorra”, diz o virologista Marc Van Ranst. “Mas há esperança. Se a epidemia for severamente reduzida, o pensamento também mudará e nos acostumaremos ao Covid-19. Mas acho que isso será algo para o próximo ano.

No cenário ideal da ASO, o Tour termina assim no dia 20 de setembro, dia do Campeonato Mundial de Contra-Relógio em Martigny, Suíça, o que ocasiona a sua alteração, para quarta-feira, por exemplo, em vez do C/R misto. Mas isso é apenas três dias após a etapa final do Tour. A corrida de estrada do Campeonato do Mundo será realizada no domingo, 27 de setembro. No entanto, os organizadores ainda não sabem de nada e a UCI ainda não respondeu.