Continua o caos em Abu Dhabi

O caos continua em Abu Dhabi. A maioria dos ciclistas que participaram do UAE Tour está gradualmente a caminho de casa, mas nem todos têm um voo marcado..

Qualquer pessoa que tenha feito um teste negativo deve esperar pela entrega de um certificado para poder sair do país. Aqueles que não possuem esse documento estão em quarentena.

Por enquanto, não há pânico, mas há muita incerteza. “Os ciclistas têm a sensação de que podem sair facilmente. Mas todos eles têm muita bagagem. Há alguma frustração. ” Teria havido promessas de que os ciclistas que ainda aí permanecem possam voltar para casa na segunda-feira, mas ainda não há certeza.a

Todos os ciclistas e funcionários foram testados tendo ficado no seu hotel em Abu Dhabi. O organizador RCS anunciou ontem que as amostras de 167 pessoas em quarentena deram negativas. Faltam agora os restantes resultados , porque são cerca de 600 pessoas que faziam parte da corrida.

A jornalista australiana de ciclismo Sophie Smith está presente em Abu Dhabi e está detida desde quinta-feira à noite no hotel dos jornalistas e funcionários na ilha de Yas, a cerca de 700 metros do hotel dos ciclistas. “A imprensa local disse na manhã de domingo que 450 dos 612 testes foram negativos e que os resultados dos 162 outros são esperados em breve“.S

É um caos aqui“, escreveu numa mensagem. “Vários colegas e funcionários da RCS disseram ontem que poderiam ir para casa no domingo. Também eu, mas acabou não sendo o caso e as portas do hotel foram fechadas novamente. Também não sabemos os resultados dos nossos testes e apenas recebemos a mensagem de que poderíamos ir para casa. Agora me disseram que ainda tenho que ficar hoje, enquanto outros conseguiram sair mais cedo esta manhã. “

É tudo muito confuso”, diz o fotógrafo Luca Bettini, que também está em Abu Dhabi. “Ainda estou preso aqui e o maior problema é a falta de informação. Espero poder ir para casa em breve. “

Alguns dos nossos ciclistas já estão de regresso a casa“, diz Phil Lowe, do Deceuninck-Quick.Step. “O resto da equipa ainda está esperando o voo no hotel e as coisas ainda são bastante confusas aqui. Só se pode sair se tiver testado negativo e um certificado. Todos na equipa receberam esse documento, agora temos de marcar novos vôos. ” Há rumores de que três equipas não podem voltar para casa: Gazprom, Groupama e Cofidis. “Foi também o que ouvimos, mas ainda não nos foi confirmado oficialmente“, diz Lowe.

A Emirates Team Emirates decidiu ficar em Abu Dhabi por mais tempo, por precaução. “Queremos continuar testando todos e só voltamos para casa quando não houver mais risco de infecção“, afirmou a equipa no domingo.

Nesta crise global, colocamos a segurança de nós mesmos e de nossos familiares em primeiro lugar. Houve alguns casos de gripe em nossa equipa e, portanto, seremos testados novamente nos próximos dias. Uma vez que a situação melhore, os ciclistas e técnicos poderão voltar para suas famílias. A saúde é mais importante para nós do que os resultados . Até ontem / sábado, seguimos as instruções das autoridades e organizadores locais, a partir de hoje / domingo, tomamos nossas próprias medidas “

Raymond Kerckhoffs@raykerckhoffs