Aí está o Giro com três C/RI e cinco chegadas em alto e etapas longas, muito longas

Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan

Foi apresentado hoje em Milão a 103ª edição do Giro de Itália, com partida marcada para o dia 9 de maio na capital da Hungria, a cidade de Budapeste, onde a prova se inicia logo com um C/RI, para terminar em Milão, também com um C/RI.

Pelo meio ainda há espaço para mais um C/R. A prova é caraterizada por um elevado conservadorismo, no seu traçado, mantendo etapas muito longas, em contraste com o Tour e Vuelta, que têm optado por uma prova mais espetacular, com etapas mais curtas e intensas. Para além dos três C/RI realce para as cinco chegadas em alto.

A prova abre com um contra-relógio de 9,5 km no centro de Budapeste. Inicialmente plano e um percurso ao longo do Danúbio, tem uma subida curta (1,5 km a 4%) . As duas etapas seguintes também serão realizadas na Hungria e uma õtima oportunidade para os sprinters.. É a primeira vez na história do ciclismo mundial, que a Hungria acolhe uma prova de grande gabarito.

A partir da quarta etapa – em 12 de maio – o pelotão regressa a Itália, mais concretamente, na Sicília, onde no dia seguinte se realiza uma etapa de montanha nos socalcos do Monte Etna.

Depois de um dia de descanso em 18 de maio, a caravana segue para o norte por uma segunda semana, que inclui etapas duras e montanhosas, mas a maior dificuldade poderá ser o duro contra relógio individual de 33,7 quilómetros nas vinhas Prosecco de Conegliano e Valdobbiadene. A segunda semana termina com a chegada a Piancavallo, uma estação de esqui nas Dolomitas.

Um aquecimento para uma semana final muito difícil, com nada mais menos do que quatro etapas de alta montanha. As dificuldades começam com a chegada a Madonna Di Campiglio, a que se segue uma etapa a passagem pelo Stelvio e, no penúltimo dia, a etapa rainha com chegada a Sestriere, na qual, entre outras montanhas será escalado o Col d’Izoard . A etapa final do domingo, 31 de maio, é um contra-relógio individual de 16,5 quilómetros até Milão.

Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
1ª etapa – começar com um C/RI significa a perda de tampo para muitos candidatos.



Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
2ª etapa – boa para sprinters.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
3ª etapa, mais uma vez as equipas com velocistas deverão controlar, evitando as fugas.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
4ª etapa – uma etapa boa para cicliustas como Peter Sagan. O esloveno deverá ganhar aqui.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
5ª etapa, com chegada no Etna e abertura das hostilidades.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
6ª etapa, os sprinters deverão passar e mais uma chegada em pelotão, deverá ser o menu do dia.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
7ª etapa uma boa etapa para os principais favoritos testarem as suas capacidades.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
8ª etapa mais uma etapa para apostar numa chegada em pelotão.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
9ª etapa deverá chegar uma fuga, atendendo ao perfil da tirada.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
10 ª Etapa , uma tirada para ” baroudeurs ” , e que deverá ser concluída com uma fuga.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
11ª Etapa uma etapa para sprinters.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
12ª Etapa, um autêntico rompe pernas e que pode ser decisiva, se for atacada.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
13ª etapa, será azarenta para muitos ciclistas e fará muitas diferenças, nos 33 kms de C/R.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
14ª Etapa, um dia para ciclistas possantes e ofensivos.- basta olhar para o perfil da etapa, para vermos que não haverá sossego, mais a mais com o dia de descanso a seguir.


Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
15ª etapa, não será das tiradas mais dificeis, mas é sempre uma chegada a mais de mil metros de altitude e todos os segundos começam a ser poucos, para quem quer recuperar tempo perdido
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
16ª Etapa é a segunda tirada mais longa ( 228 kms) e sem descanso. Um outro autêntico rompe pernas, uma torada muito dificil de controlar.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
17ª Etapa, para quem está sentado no sofá será uma maravilha. As grandes dificuldades começam, com quatro contagens de Montanha de 1ª categoria.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
18ª Etapa – Começam as dificuldades a sério, muito difícil para os grupetos.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
19ª Etapa – até poderia ser um dia para recuperar mas ao fim de 251 kms, será que alguém recuperou ? É a tirada mais longa.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
20ª Etapa a etapa rainha, com dois col de elevada dificuldade. o francês Izoard e o italiano de Sestriére, ambos conhecidos do mundo do ciclismo.
Proposta do Giro 2020: início em Budapeste, três contra-relógios, muitos cols pesados ??e pela primeira vez com Sagan
A última etapa é um C/RI de 16,5 kms, para afinar a classificação. Duvidamos que ainda haja qualquer coisa para acertar, pelo menos no que diz respeito ao camisola rosa.