Lombardia: Mollema triunfo de antologia

A imagem pode conter: 1 pessoa, ar livre

Bauke Mollema é simpático, um atacante por natureza, está sempre no grupo dos melhores, mas por poucas vezes entre na discussão direta pelo primeiro lugar. Já tinha ganho uma clássica de top mundial, em 2016, em S.Sebastian, uma etapa no Tour, outra na Vuelta. mas ganhar um Monumento não está ao alcance de qualquer.

Hoje quando atacou a cerca de 20 kms para a meta, naqueles momentos em que todos se entreolham e vai-se ganhando terreno, Mollema nunca mais abrandou e, no seu estilo muito desengonçado, pedalando com o corpo e em força, nunca deu mostras de qualquer fragilidade, subindo bem e descendo ainda melhor, arriscando quanto baste, para resistir a uma perseguição pouco organizada, em que Roglic, primeiro, Valverde depois e Bernal tentaram neutralizar, mas sem a convicção necessária nestas circunstâncias.

A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas a sorrir, multidão e ar livre
A Lombardia é a clássica com mais público em Itália.

De todos os perseguidores, sem duvida que Roglic mostrou estar forte, e não foi por acaso que os seus adversários empurrarem a corrida e a perseguição para o chefe de fila da Jumbo-Visma. Mollema ganhou a corrida quando Roglic foi neutralizado faltariam sete kms para a meta, levava então 40 segundos, pois cá atrás ficaram todos a olhar uns para os outros, o que é normal nestas situações. Se toda a gente se entendesse, nunca haveria de existir uma fuga bem sucedida . No final, o mais prejudicado com esta “geringonça” acabaria por ser Valverde, mais uma vez segundo, mas que completaria o ciclo de provas em Itália com uma nota muito positiva. Aliás, neste périplo de clássicas há quem lhes chame semi-clássicas, Mollema esteve sempre entre os primeiros, falhando apenas nos Três Vales Varesinos, pelo que o triunfo lhe assente que nem uma luva, e fez as delícias do seu patrocinador, a firma italiana Segafredo.

E pronto, resta amanhã como prova importante o Paris-Tours, para irmos todos de férias. Rui Costa e José Gonçalves acabaram por desistir.

1 MOLLEMA Bauke Trek – Segafredo 500 275 5:52:59
2 VALVERDE Alejandro Movistar Team 400 200 0:16
3 BERNAL Egan Team INEOS 325 150 ,,
4 FUGLSANG Jakob Astana Pro Team 275 120 ,,
5 WOODS Michael EF Education First 225 100 0:34
6 HAIG Jack Mitchelton-Scott 175 90 ,,
7 ROGLI? Primož Team Jumbo-Visma 150 80 ,,
8 BUCHMANN Emanuel BORA – hansgrohe 125 70 0:50
9 LATOUR Pierre AG2R La Mondiale 100 60 ,,
10 MOLARD Rudy Groupama – FDJ 85 50 ,,
11 GAUDU David Groupama – FDJ 70 46 ,,
12 MAJKA Rafa? BORA – hansgrohe 60 42 ,,
13 MAS Enric Deceuninck – Quick Step 50 38 ,,
14 SOSA Iván Ramiro Team INEOS 40 34 ,,
15 YATES Adam Mitchelton-Scott 35 30 1:57
16 IZAGIRRE Gorka Astana Pro Team 30 28 2:08
17 VISCONTI Giovanni Neri Sottoli – Selle Italia – KTM 30 26 ,,
18 MARTIN Dan UAE-Team Emirates 30 24 2:09
19 MOSCON Gianni Team INEOS 30 22 2:12
20 ROLLAND Pierre Vital Concept – B&B Hotels 30 20 2:30
21 FRANK Mathias AG2R La Mondiale 20 19 ,,
22 CICCONE Giulio Trek – Segafredo 20 18 2:37
23 FORMOLO Davide BORA – hansgrohe 20 17 ,,
24 BENOOT Tiesj Lotto Soudal 20 16 2:46
25 GHEBREIGZABHIER Amanuel Team Dimension Data 20 15 2:47
26 CRAS Steff Team Katusha Alpecin 20 14 3:28
27 BRAMBILLA Gianluca Trek – Segafredo 20 13 ,,
28 VILLELLA Davide Astana Pro Team 20 12 3:41
29 WELLENS Tim Lotto Soudal 20 11 3:51
30 WARBASSE Larry AG2R La Mondiale 20 10 ,,
31 HINDLEY Jai Team Sunweb 10 9 ,,
32 FRANKINY Kilian Groupama – FDJ 10 8 ,,
33 GESINK Robert Team Jumbo-Visma 10 7 3:53
34 KUSS Sepp Team Jumbo-Visma 10 6 ,,
35 BENNETT George Team Jumbo-Visma 10 5 ,,
36 NIEVE Mikel Mitchelton-Scott 10 5 ,,
37 FERNÁNDEZ Rubén Movistar Team 10 5 ,,
38 KELDERMAN Wilco Team Sunweb 10 5 5:50
39 SBARAGLI Kristian Israel Cycling Academy 10 5 6:02
40 VALGREN Michael Team Dimension Data 10 5 ,,
41 ROVNY Ivan Gazprom-RusVelo 10 5 ,,
42 GAUTIER Cyril Vital Concept – B&B Hotels 10 5 ,,
43 SKUJI?Š Toms Trek – Segafredo 10 5 ,,
44 ROSSETTO Stéphane Cofidis, Solutions Crédits 10 5 ,,
45 STORER Michael Team Sunweb 10 5 ,,
46 CHERKASOV Nikolay Gazprom-RusVelo 10 5 ,,
47 DE LA PARTE Víctor CCC Team 10 5 ,,
48 HAMILTON Chris Team Sunweb 10 5 ,,
49 PERNSTEINER Hermann Bahrain Merida 10 5 ,,
50 GEOGHEGAN HART Tao Team INEOS 10 5 ,,
51 BETANCUR Carlos Movistar Team 5 5 ,,
52 JUNGELS Bob Deceuninck – Quick Step 5 5 ,,
53 CLARKE Simon EF Education First 5 5 ,,
54 GILBERT Philippe Deceuninck – Quick Step 5 5 ,,
55 NIBALI Vincenzo Bahrain Merida 5 5 ,,
56 KANGERT Tanel EF Education First 3 5 ,,
57 PEREZ Anthony Cofidis, Solutions Crédits 3 5 6:58
58 BENEDETTI Cesare BORA – hansgrohe 3 5 10:09
59 CARUSO Damiano Bahrain Merida 3 5 ,,
60 ULISSI Diego UAE-Team Emirates 3 5 10:44
61 CATALDO Dario Astana Pro Team 5 10:48
62 POWLESS Neilson Team Jumbo-Visma 5 ,,
63 ROTA Lorenzo Bardiani – CSF 5 12:34
64 CARBONI Giovanni Bardiani – CSF 5 ,,
65 PETILLI Simone UAE-Team Emirates 5 ,,
66 SCHÖNBERGER Sebastian Neri Sottoli – Selle Italia – KTM 5 ,,
67 EARLE Nathan Israel Cycling Academy 5 ,,
68 VERONA Carlos Movistar Team 5 ,,
69 GAROSIO Andrea Bahrain Merida 5 ,,
70 CHAVES Esteban Mitchelton-Scott 5 ,,
71 MARCZY?SKI Tomasz Lotto Soudal 5 ,,
72 HAGEN Carl Fredrik Lotto Soudal 5 ,,
73 SCHACHMANN Maximilian BORA – hansgrohe 5 ,,
74 KONRAD Patrick BORA – hansgrohe 5 ,,
75 HANSEN Jesper Cofidis, Solutions Crédits 5 ,,
76 HIGUITA Sergio EF Education First 5 ,,
77 BATTAGLIN Enrico Team Katusha Alpecin 5 ,,
78 EG Niklas Trek – Segafredo 5 ,,
79 POLANC Jan UAE-Team Emirates 5 ,,
80 BONGIORNO Francesco Manuel Neri Sottoli – Selle Italia – KTM 5 ,,
81 EDET Nicolas Cofidis, Solutions Crédits 5 ,,
82 ZOIDL Riccardo CCC Team 5 ,,
83 CAPECCHI Eros Deceuninck – Quick Step 5 ,,
84 GESCHKE Simon CCC Team 5 14:00
85 PAUWELS Serge CCC Team 5 16:02
86 VELASCO Simone Neri Sottoli – Selle Italia – KTM 5 17:37
87 FORTUNATO Lorenzo Neri Sottoli – Selle Italia – KTM 5 ,,
88 FLOREZ Miguel Eduardo Androni Giocattoli – Sidermec 5 ,,
89 MASNADA Fausto Androni Giocattoli – Sidermec 5 ,,
90 MORABITO Steve Groupama – FDJ 5 ,,
91 WYSS Danilo Team Dimension Data 5 ,,
92 ROSSKOPF Joey CCC Team 5 ,,
93 HERRADA José Cofidis, Solutions Crédits 5 ,,
94 TEN DAM Laurens CCC Team 5 17:39
95 MARCATO Marco UAE-Team Emirates 5 ,,
96 MÜLLER Patrick Vital Concept – B&B Hotels 5 19:55
97 MADOUAS Valentin Groupama – FDJ 5 ,,
98 RUMAC Josip Androni Giocattoli – Sidermec 5 ,,
99 MEINTJES Louis Team Dimension Data 5 ,,
100 GEBREMEDHIN Awet Israel Cycling Academy 5 ,,
101 COVILI Luca Bardiani – CSF 5 ,,
102 CAVAGNA Rémi Deceuninck – Quick Step 5 ,,
103 ORSINI Umberto Bardiani – CSF 5 ,,
104 SUTHERLAND Rory UAE-Team Emirates 5 ,,
105 COURTEILLE Arnaud Vital Concept – B&B Hotels 5 ,,
106 DOMONT Axel AG2R La Mondiale 5 20:52
107 VLASOV Aleksandr Gazprom-RusVelo 5 ,,
108 VANMARCKE Sep EF Education First 5 21:54
109 BAKELANTS Jan Team Sunweb 5 25:05

2 comentários a “Lombardia: Mollema triunfo de antologia”

  1. Todos os anos a historia repete-se: quem está em final de contrato, dá tudo por tudo nas ultimas provas para dar nas vistas para obter um contrato. Pode ser de ultima hora, ou uma extensão de contrato. Neste Il Lombardia, o tal ultimo monumento, que não serve para provar nada com vista a assinatura de um novo contrato, tem o dão de demonstrar quem honra a camisola que enverga até ao fim da temporada. Então deu para ver que um tal Alejandro Valverde foi mais uma vez segundo aos 39 anos, e que um Rui Costa na sua pagina do Facebook , partia para a prova sem qualquer problema de saúde e que depois durante a prova um inesperado problema de saúde o fez desistir, segundo o seu post vinculado por quem gere as suas comunicações nas redes sociais. Gosto do Rui Costa quando precisa de renovar contratos e não gosto do Rui Costa quando já tem contratos. . . O mesmo aconteceu com o José Gonçalves nas redes sociais a despedir-se da Katusha e a não terminar a prova também. Ambos conseguiram contratos para os próximos dois anos, mas esqueceram-se de que um bom profissional deve fazer como o Alejandro Valverde fez, honrar com valentia, determinação e uma obrigação de dar tudo por tudo por tentar o melhor resultado que sirva os interesses da equipa e consequentemente por quem lhe paga os salários. Será que me fiz entender? Ou sou mesmo um idiota à solta que não percebe nada de ciclismo? Aceito qualquer opinião a meu respeito!!!!!

  2. portugueses nas clássicas italianas nem se viram com os bons resultados que tiveram este ano !!!!! já estao de ferias ??para se prepararem para 2020 falo dos que correm em equipas fora do pais

Os comentários estão fechados.