Ciclismo em grande na Eurosport esta semana

A programação da Eurosport para esta semana é vasta, com reportagens em direto das principais clássicas , que se disputam em Itália e antecedem o Giro da Lombardia, um dos cinco Monumentos mundiais. Amanhã disputa-se a semi clássica Tre Valli Veresine, competição que se realiza anualmente na região da Lombardia (Eurosport 1 às 14:30).

A Tre Valli Varesine é a primeira de três corridas discutidas em três dias na região. Junto com a Coppa Agostini e a Coppa Bernocchi forma o Tríptico Lombardo. No ano passado, o letão Toms Skujins cortou a meta em primeiro lugar conquistando a vitória. A Tre Valli Varesine 2019 liga Saronno a Varese ao longo de mais de 200 quilómetros.

Também amanhã (Eurosport 2 às 14:30), discute-se mais uma edição da Binche-Chimay-Binche, uma famosa clássica de ciclismo de estrada realizada anualmente na região belga da Valónia. É também conhecida por Memorial Frank Vanderbroucke, desde 2010, em homenagem ao ciclista falecido um ano antes com apenas 34 anos de idade e, na altura, o último vencedor da prova. Em 2018, o holandês Danny van Poppel (LottoNL-Jumbo) foi o primeiro a cruzar a linha da meta e sagrar-se vencedor.

Na quarta-feira, 9 de outubro, cumpre-se a 100.ª edição da clássica Milão – Turim, (Eurosport 1 às 13:45), num percurso com uma extensão de 200 km. A primeira edição desta competição data de 1876, o que a converte na clássica mais antiga de Itália e uma das mais antigas do mundo. O francês Thibaut Pinot (Groupama – FDJ) foi o grande vencedor da Milão – Turim 2018.

Na quinta-feira, 10 de outubro, Eurosport 2 transmite a partir das 13:45, o Giro del Piemonte, uma semi-clássica italiana de grande tradição realizada na zona montanhosa dos Apeninos. A primeira edição data de 1906 e Sonny Colbrelli foi o vencedor no ano transato.

No sábado, dia 12 de outubro é a vez do Giro da Lombardia V (Eurosport 1 às 13:20), uma das mais importantes clássicas da temporada e o quinto e último “Monumento” do calendário depois da Milão – San Remo, a Volta à Flandres, a Paris – Roubaix e a Liège-Bastogne-Liège. Este ano cumpre-se 113.ª edição desta corrida italiana que liga Bergamo ao Lago Como na extensão de 241 quilómetros. É considerada por muitos como uma clássica para trepadores, a subida a Madonna del Ghisallo, nos últimos quilómetros antes da meta, é uma das mais famosas da corrida. Destaque ainda para a dura subida ao Muro di Sormano.

Finalmente no domingo, dia 13 de outubro disputa-se o Paris – Tours (Eurosport 2 às 14:30), a corrida dos sprinters, num percurso com uma extensão de cerca de 250 quilómetros. A primeira edição da Paris – Tours realizou-se em 1896, o que a converte numa das clássicas mais antigas do mundo. . Em 2018, a vitória foi garantida pelo dinamarquês Søren Kragh Andersen (Sunweb).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *