Armstrong sugere mudar licença da Astana para a Livestrong

O estadunidense Lance Armstrong sugeriu que a licença da Astana seja entregue a Johan Bruyneel, de modo a fazer a segunda metade da época sob a égide da Livestrong, fundação de Armstrong que se dedica à luta contra o cancro. O texano estima em 7 a 8 milhões de dólares a verba necessária para levar adiante esta ideia. A proposta do corredor surge na sequência das notícias que revelaram salários em atraso na Astana e a possibilidade de os cazaques perderem a licença ProTour no caso de não regularizarem a situação junto dos seus trabalhadores.

3 comentários a “Armstrong sugere mudar licença da Astana para a Livestrong”

  1. vocês têem muita garganta mas se o cancro fosse com vocês não tavam aqui a dizer essas merdas

Os comentários estão fechados.