Froome regressa em 2020

Chris Froome poderá regressar à competição após seis meses de recuperação, depois de ter sido operado durante cerca de seis horas, a fraturas abertas do femur e do cotovelo. Entre a queda e o momento da operação, o ciclista britânico perdeu mais de dois litros de sangue.

Internado nos Cuidados Intensivos do hospital de Saint Etienne, o britânico está a reagir de forma positiva, tendo o responsável médico da equipa vaticinado que” do ponto de vista clínico poderá recuperar de todas as lesões.”

Misto equipa Sky e misto equipa Ineos, a formação britânica iniciou-se com Sky para em maio passar a ser denominada Ineos, os britânicos tiveram vários azares pelo meio, a mais grave foi a queda de Egan Bernal, num treino, com fratura de clavícula que o impediu de alinhar no Giro, David de la Cruz  caiu noTour de Califórnia  e partiu a mão. Quanto a Froome, os resultados desde o início de temporada estiveram muito além do esperado. Começou a temporada na Colômbia onde acabaria por desistir após queda, e o melhor lugar que conseguiu foi o 11º lugar no Tour dos Alpes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *