Gondomar soube receber – apenas 63 ciclistas chegaram ao fim

A imagem pode conter: 4 pessoas, multidão, árvore, céu e ar livre

Gondomar soube receber com grande entusiasmo o final do Prémio Jornal de Notícias. Uma multidão assistiu à chegada da prova, tendo sido o momento mais importante, provando que o ciclismo continua a galvanizar multidões.

Outro dado importante ao longo da competição, foi o acompanhamento do presidente da FC Porto, durante a totalidade do percurso das últimas três etapas da prova, mostrando o carinho que Pinto da Costa sempre teve com o ciclismo.

Partindo de Monção com menos de 100 ciclistas, o que até permitiria que as equipas alinhassem com oito ciclistas, a Gondomar chegaram apenas 63 ciclistas, muito pouco para uma prova desta envergadura.

Ao longo dos sete dias de prova foi possível verificar algumas incongruências do ciclismo nacional, com uma equipa de comissários bastante inexperiente para uma prova desta envergadura. Não chega ter os experientes, Miguel Loureiro e Paulo Leal . Uma palavra também para o excesso de numero de comissários, mais que em provas internacionais . Haverá razão para a existência, por exemplo, de um juiz de partida, um cronometrista e um juiz de chegada. Nas principais provas espanholas, por exemplo, um só comissário acumula as três funções, reduzindo custos de vária ordem . Afinal para que servem os chips e o photo phinish ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *