Barreiras postas em causa na queda de Jules

As imagens aéreas da queda de Justin Jules ontem, deixam sérias duvidas se o ciclista da Cofidis Laporte ão deveria ter sido desclassificado. O vencedor da etapa começa o sprint quase do lado esquerdo da faixa de rodagem para terminar no lado direito. A queda de Jules, poré, deverá ter ficado a dever-se aos suportes das barreiras que levantaram vários comentários, um deles bastanbte irónico para a UCI:

” É inacreditável que esses tipos de barreiras ainda sejam permitidos no ciclismo. Para a UCI, não seria melhor investir um pouco mais na segurança dos ciclistas em vez de perder tempo com coisas ridículas como medir o comprimento das meias .” – comentário do antigo diretor Johan Bruyneel.