Neutralização meteu boleia

Quando faltavam cerca de 78 kms para terminar a clássica A  Travers La Flandre uma estrada foi cortada para permitir a passagem de uma ambulância que seguia para prestar apoio à corrida feminina, obrigando  à paragem da corrida masculina, na altura seguiam oito ciclistas isolados com 2.30 de avanço.

A confusão foi grande tendo sido dada nova partida, com os escapados a beneficiarem de um bónus de 2.30 passou para 3.15 e com apenas sete ciclistas a partirem adiantados. Lukas Pöstlberger, o oitavo membro da fuga viria a recolar ao grupo da frente, agarrado a uma mota da imprensa. Até nem está mal para uma prova catalogada como World Tour.