Clássica da Primavera reúne pelotão, amanhã, na Póvoa de Varzim

Dezoito formações, 126 ciclistas, partem amanhã da Avenida dos Banhos, na Póvoa de Varzim, para mais uma edição da Clássica da Primavera, uma das poucas competições que vai resistindo com regularidade, muito graças ao apoio da edilidade local, cujo presidente, Aires Pereira, é um inveterado adepto da modalidade.

A prova é caraterizada por um elevado grau de dificuldade, em parte pela irregularidade do percurso, há mesmo dois troços de paralelo que ultrapassados  sete vezes, e alvo de uma classificação particular, mas a maior dificuldade está centrada no alto do Monte de S.Félix, que os ciclistas também terão de superar sete vezes.

Vencedor o ano passado, Domingos Gonçalves não estará presente, deixando lugar aberto para mais um vencedor, que sairá de um lote muito restrito de ciclistas, pois raramente um grande  pelotão se apresenta na linha de meta para discutir o triunfo ao sprint.

Poderá consultar os dados da prova no documento em baixo publicado.