Chegada a Lagos só para sprinters

A longa etapa de amanhã, a primeira da Volta ao Algarve que ligará Portimão a Lagos em 199 kms, ou seja 200 kms, será uma tiurada para sprinters que terão apenas duas oportunidades para brilhar : em Lagos e em Tavira.

Com duas etapas planas , outras tantas de montanha, com muitas semelhanças às grandes clássicas, a Volta ao Algarve é uma prova bastante equilibrada, tendo ainda um C/RI de 20 kms. Ou seja, uma prova para todo o tipo de ciclistas, equilibrada, bem concebida e que atrai boas equipas e bons ciclistas.

Para amanhá será altura para  Dylan Groenewegen (Team Jumbo-Visma), vencedor em Lagos no ano passado, Arnaud Démare (Groupama-FDJ), Christophe Laporte (Cofidis, Solutions Crédits), Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick Step), Edvald Boasson Hagen (Team Dimension Data), Jasper Philipsen (UAE Team Emirates), John Degenkolb (Trek-Segafredo), Matteo Malucelli (Caja Rural-Seguros RGA), Pascal Ackermann (Bora-hansgrohe) se evidenciarem, mas também para alguns portugueses procurarem um lugar entre os dez melhores : Luis Mendonça, Daniel Mestre,Samuel Caldeira, Daniel Freitas, João Matias alguns dos que melhor sprintam .

A etapa ao pormenor: