As equipas de clube e sub-25 – comentário de José Vieira

Um comentário mais lato,  para meditar, do nosso leitor José Vieira, começa assim:

Por que motivo na pratica há-de uma equipa fazer uma Equipa de Clube fazer uma equipa Sub 23 se quando com praticamente o mesmo orçamento consegue colocar na estrada uma Equipa Continental e estar na Volta a Portugal, ou pior ainda, se com um orçamento intermédio consegue fazer uma equipa Sub-25 (como por exemplo o Miranda ou a Liberty) e estar presente na Volta a Portugal e na Volta a Portugal do Futuro podendo um mesmo corredor estar a competir nas duas provas?

E qual o papel da associação dos corredores actualmente dirigida pelo Rui Sousa no meio disto tudo?

Os decisores no ciclismo têm que deixar de olhar para o seu umbigo e pensar nesta modalidade no sentido lato pois fazem bem pior à modalidade que os casos de doping que vão aparecendo.

Se a federação deixar de olha para o lado (pois todos os intervenientes no meio sabem que as equipas profissionais ou algumas delas não cumprem com as suas obrigações financeiras) e obrigar a que realmente cumpridas as reais obrigações estou plenamente convicto que as verdadeiras Equipas de Clube voltam a ressurgir.

A criação das equipas Sub 25 é somente um analgésico para o curto prazo e não uma solução para o médio longo prazo e convém não esquecer que temos uma crise financeira à porta e que na melhor das hipóteses só se irá manifestar em 2020 e que segundo os analistas será pior que a anterior.