Sky diminui plantel e Katusha navega em mar alto

A equipa da Sky é, de longe a formação com maior orçamento, mas também é, sem duvida a que obtém os triunfos mais relevantes, muito embora a QuickStep seja a que mais triunfos obtém ao longa de cada temporada. Tem sido assim nos últimos anos.

Na equipa da Sky uma autêntica parada de estrelas brilham nomes em toda a linha, e as suas contratações são escalpelizadas ao ínfimo pormenor, e a grande parte dos seus ciclistas seria um brilhante chefe de fila em qualquer formação mundial. Nomes como Wout Poels, Kwiatkowski , Froome, Thomas, Egan Bernal são disso uma prova evidente.

Equipa de grande orçamento tem sido a Katusha, considerada talvez entre as três formações mundiais com maior orçamento, contudo a equipa russo / helvética nunca conseguiu, sequer aproximar-se aos calcanhares da Sky, e é neste momento, uma das formações mais modestas em termos de resultados desportivos, do escalão World Tour, para isso contribuindo uma série de contratações bastante controversas. Preparando a temporada de 2019, os russos contrataram já uma série de ciclistas entre eles Ruben Guerreiro, e naturalmente dispensando outros.

Com a sua situação ainda por resolver, é bem provável que Tiago Machado se afaste das intenções de renovação dos seus dirigentes, ele que foi num dos mais proeminentes trabalhadores do pelotão World Tour, dos ultimos anos. O mais curioso de tudo isto, é que a  Katusha reforçou-se para 2019, com o espanhol Dani Navarro ( Cofidis) que, com o proveta idade de 35 anos, é ainda um ciclista de primeira linha de uma equipa World Tour que, em 2019 quer voltar à ribalta, falta saber com quem .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *