Volta do Futuro: Venceslau Fernandes triunfo esperado… e merecido – Iuri Leitão venceu última etapa

Venceslau Fernandes ( Liberty – Carglass) sagrou-se vencedor da Volta a Portugal do Futuro, concluindo a ultima etapa da prova integrado no pelotão. Por sua vez, o vencedor da etapa impôs-se ao sprint e coube a Iuri Leitão ( Sicasal – Constantinos) a honra de fechar a prova à frente de Francisco Campos ( Mortágua- Miranda) vencedor de duas etapas.

Venceslau Fernandes começou a desenhar o seu triunfo, logo na segunda etapa, ao triunfar na etapa rainha da prova e, desde então, com o apoio do sua equipa nunca mais perdeu a liderança, reforçando mesmo a sua posição no C/RI de Castelo de Vide.

Tiago Antunes foi segundo, lugar que conquistou no C/RI e depois manteve sem qualquer dificuldade. Na terceira posição ficou Hugo Nunes ( Mortágua – Miranda) , um bom trepador e que soube merecer um  lugar no pódio.

Contas feitas, um pódio de excelência, vencedores de etapa de etapa de excelência, em especial Francisco Campos, que confirmou as suas potencialidades como sprinter, e uma luta direta entre as duas melhores formações nacionais de sub 23, a Liberty Seguros e o equipa do Mortágua que dividiram entre si a parte de leão.

Num pelotão muito curto, uma situação a rever no futuro, para a Volta do Futuro, tenha isso mesmo futuro, pese todas estas redundâncias, a prova até acabou por ter um bom nível competitivo, reduzido , contudo a poucas equipas e intervenientes.

De referir o triunfo da equipa da Aldro coletivamente, orientada pelo consagrado Manolo Sainz.

Classificação: