Norte do país com muito público e mais animação

Praticamente terminada a Volta a Portugal, por alguma razão, o ciclismo e, em especial a Volta a Portugal, tem mais entusiasmo, quando percorre as estradas do norte do país.

Foram banhos de multidão, mais entusiasmo, talvez por isso, é diferente quando a Volta percorre o Minho, Trás os Montes e o Douro litoral. O povo aparece em massa, incita, corre atrás dos ciclistas, aparece am maior grande numero às partidas e dá mais força, muita mais ao ciclismo.

Aliás, o ciclismo vive um pouco do grande público. Tem patrocinadores porque consegue trazer para a estrada muitas pessoas , em especial muitas mulheres de todas as idades que vibram com a passagem dos ciclistas. Mas a Volta, continuamos a afirmar precisa de inovação, precisa de mudar de figurino e criar outros aliciantes para o público. Colocar as pessoas numa fila atirar um dado gigante, ou rodar uma roleta não é animação, é mau demais.

Também a reportagem da Volta, por parte da RTP precisa de um novo figurino. Muitos e longos intervalos, há quem tivesse “fugido para a RTP África e evitado os intervalos, por vezes em momentos chave da corrida. Não houve espaço para a apresentação diária de uma equipa nacional. Por vezes é preciso mudar algo, imprimir uma nova dinâmica .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *