Mau demais para ser verdade

Acácio da Silva estava satisfeito em Montalegre, sua terra natal, quando hoje à partida da etapa da Volta a Portugal, fez a apresentação do seu livro, perante uma certa indiferença do mundo do ciclismo nacional.

Na verdade, a assistirem à cerimónia de intervenientes diretos apenas, Américo Silva, Tony do Adro e José Santos marcavam presença, na linha da frente. Já com a apresentação do livro que Rui Sousa deu à estampa em Viseu, ainda foi pior, apenas um diretor desportivo esteve na sessão de apresentação da obra literária.

Mau demais para ser verdade.

3 comentários a “Mau demais para ser verdade”

  1. Peço por favor de me indicarem aonde posso comprar êste livro.
    por bem do desporto e deste ciclista que bem merece que comprem a sua obra e que muito honrou o seu Pais, Portugal Muito obrigado.

  2. Prova evidente de que, quando se abandona a competição, rapidamente surge a indiferença.
    Não é o caso de Rui Sousa e Acácio da Silva, que pautaram as suas carreiras com mta humildade, simpatia e cstegorua, evidentemente.
    Mas alguns vaidosos, que os há, que sirva de exemplo, porque rapidamente serão esquecidos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *