Davide Rebellin suspenso já pediu contra-análise

O Comité Olímpico Italiano (CONI) suspendeu o ciclista Davide Rebellin, que acusou CERA (EPO de efeito prolongado) nos Jogos Olímpicos e já convocou o corredor para prestar declarações na procuradoria antidopagem do CONI. Entretanto, em declarações publicadas na edição de internet da Gazzetta dello Sport, a mulher e representante de Rebellin diz que o marido está inocente e que já pediu a contra-análise.

Entretanto, a imprensa internacional tem desenvolvido o caso de dopagem nos Jogos Olímpicos, tendo adiantado que entre os seis atletas apanhados com CERA no organismo, há outro ciclista além de Rebellin, assim como três praticantes de atletismo e um halterofilista.