O que esperar do GPN2 ?

Enquanto o grandioso Tour e o emblemático Grande Prémio Joaquim Agostinho nos consomem todas as atenções, sobretudo o hábito desta prova portuguesa, nos últimos anos, ser o barómetro da Volta a Portugal, vamos quase ignorando que, este ano, prevê-se a existência de uma nova prova no calendário.

Não há ainda, e se calhar já devia existir, muita informação sobre a prova fornecida directamente pelas instâncias federativas ao público em geral mas, para quem for mais curioso, de forma simples, consultando o site da organização da prova as informações essenciais estão disponíveis e relativamente bem organizadas.

Se olharmos só para este mecanismo de comunicação, parece existir tudo para uma competição equilibrada e com bom potencial de futuro. Uma abrangência integrativa de todo o território, de Norte a Sul, algo que o ciclismo potencia como nenhum outro, mas também vive disso, a imagem turística e os interesses comerciais gerados à volta da estrada nacional 2, vontade política e uma cobertura televisiva, pela TVI e TVI24, indicam-nos isso.

Juntamente com a competição, a organização também optou pela realização de uma prova aberta a todos os que queiram pedalar, e tenham capacidade para isso, nas mesmas etapas dos profissionais, mas saindo para a estrada bem mais cedo. É uma variante moderna no ciclismo português, já com boas provas dadas, há muito tempo, em alguns países europeus. Resta saber se os portugueses terão, para este fim, o bem organizado espírito dos belgas ou dos franceses por exemplo.

Participação de todas as equipas portuguesas e algumas estrangeiras, umas de qualidade reconhecida, outras nem tanto, fazem a composição do pelotão.

Se no papel parece ser tudo quase ideal para nos proporcionar uma boa ante-câmara da Volta a Portugal, resta saber o que nos esperará de facto na estrada, aí sim, factor definidor de sucesso ou insucesso da prova. Por enquanto, pouco mais há a dizer, que tudo tem funcionado num quadro de boas ideias.
Luís Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *