Rafael Silva ( Efapel) o mais rápido em Viseu

A  1ª etapa do GP Jornal de Notícias era um pouco enganadora, pois ao longo dos seus 129 kms, foi um constante sobe e desce, felizmente para muitos, sem a velocidade de outras corridas já disputadas este ano.

A média da tirada não atingiu os 40 kms, valendo a parte final, muito rápida, sem contudo se verificar um grupo que se destacasse.

Rafael Silva e Daniel Mestre cortaram a meta por esta ordem, e fizeram a dobradinha para a equipa da Efapel, numa chegada, original, mas pouco aconselhável para futuro.

A fuga do dia.

Uma fuga, em que foram protagonistas Filipe Cardoso ( RP-Boavista). Gonçalo Amado ( Trofa) e Guillaume Almeida ( Maia-Fortunna) com este ultimo a lucar, ao ficar com a camisola azul, de guia do Prémio da Montanha.

Uma meta volante fortemente disputada, em Mangualde, com Domingos Gonçalves ( RP-Boavista) e amealhar três segundos, logo seguido por Joni Brandão ( Sporting) que ficou com dois segundos.

Sporting assumiu a perseguição ao grupo de fugitivos.

aAlcançada a fuga a 20 kms do final, com os homens do Sporting a assumirem a perseguição, o que demonstra que são os mais interessados na discussão da corrida, com os homens do W52-FCP a passarem ao lado desta perseguição.

No sprint final, foi isso mesmo praticamente não houve sprint. Uma rotunda  antecedia a meta com 200 metros de comprimento, em paralelo, e onde era dificil recuperar depois de contornada a rotunda. Foi pena que, em Viseu com tantos locais para uma boa chegada , espraiada, não se desse a oportunidade de um sprint a toda a largura da estrada.

De amarela parte amanhã Rafael Silva, para uma etapa que parte tarde, depois das 14 horas, de Viana do Castelo para Monção.

Uma primeira etapa que deu para ver que existem dois pelotões, e que quando a velocidade e as dificuldades aumentam, isso é bem visível .

Comunicado: