Madrid > Fabio Duarte novo lider / Domingos G. quarto o melhor luso na etapa

Foi uma etapa de autêntico sobe e desce, com um final muito discutido, uma etapa de grande qualidade, que partiu de Alcobendas, para chegar novamente ao mesmo local de partida depois de 134 kms, nas cercanias montanhosas de Madrid.

A segunda etapa da Vuelta a Madrid prometia, e o ritmo  foi elevado, num percurso valonado, no grande planalto madrileno, onde as pequenas montanhas condimentaram o ímpeto competitivo dos ciclistas. Muitas fugas, a mais duradoura que envolveu quatro ciclistas, entre os quais estava Marcos Jurado ( Efapel), neutralizada a cerca de 20 kms para a linha de meta. Os ataques sucederam-se mas as fugas não interessavam à grande maioria das equipas que pretendiam uma chegada em pelotão.

A aposta vinha da Movistar e da Caja Rural que na parte final neutralizaram pequenas escapadas que nunca atingiriam mais de 20 segundos. A mais perigosa veio da parte de  Domingos Gonçalves ( RP-Boavista) que atacou a cerca de dois kms do final, e veio a ser ultrapassado em cima dos ultimos 25 metros, numa chegada levemente inclinada. O axadrezado foi quarto, com Soto, Barbero e Sanz numa chegada desempatada pelo photo finish.

Uma etapa com uma partida e chegada em zonas urbanas e que obrigaram a organização a eliminar os ciclistas com mais de dez minutos de atraso em relação ao pelotão, devido ao caudal do tráfego.

Numa corrida sem bonificações e C/R os pontos são decisivos, por isso os favoritos postaram-se para o sprint com os dentes cerrados, um lugar poderia valer a manutenção da camisola vermelha de guia para  Edgar Pinto( Vito-Feirense) ou a sua perda.  Muito regular, dois sextos lugares nas duas etapas, permitiram a Fabio Duarte ( Manzana-Postobon) passar a liderar a corrida, com dois pontos de vantagem sobre Edgar Pinto que somou um ponto aos 13 do seu 13ºlugar de hoje.

Portanto, amanhã no circuito de Madrid tudo está em aberto para a discussão do triunfo final nesta Vuelta a Madrid que, já no ano passado  Alarcon perdeu por um ponto para Oscar Sevilha, precisamente.

Comunicado>