Armstrong “safou-se” com acordo de cinco milhões de dólares

O governo dos EUA e Floyd Landis exigiam US $ 100 milhões (94 milhões de euros) a  Lance Armstrong, acusado de fraude em relação à  US Postal.  Afinal, o antigo ciclista que reconheceu se ter dopado durante a sua carreira, em 2013, chegou a acordo e escapou… com uma indemnização de cinco milhões de dólares .

. O texano concordou em pagar US $ 5 milhões em compensação (€ 4.050.000) encerrando uma batalha que durou anos e lhe desgastou a sua vida.

“Sempre tivemos o mesmo ponto de vista sobre este caso, ou seja, era um caso fictício porque o serviço postal nunca foi prejudicado“, disse o advogado de Armstrong, Elliot Peters, em entrevista ao New York Times.

Landis receberá US $ 1,1 milhão
Este acordo permite que Armstrong, evitar um julgamento que o poderia condenar em 100 milhões de dólares.. Landis, a fonte da queixa em 2010, que admitiu  também se ter dopado durante sua carreira, receberá US $ 1,1 milhão dos US $ 5 milhões. Armstrong pagará, além dessa quantia, 1,65 milhão de dólares para cobrir os custos legais incorridos pelo seu ex-companheiro de equipa,  quando este perdeu o Tour de France de 2006. “Lance está muito feliz em deixar tudo para trás”, comentou. seu advogado.

“Estou particularmente satisfeito por ter feito as pazes com a US Postal”, disse Lance Armstrong, citado na declaração de seu advogado. “ Mesmo se eu achasse o procedimento injusto , desde 2013 que tento assumir as minhas responsabilidades pelos  erros  cometidos e fazer as pazes onde for possível ”, continuou o ex-chefe indiscutível do pelotão profissional, banido por toda a vida em 2012.

Em fevereiro de 2015, Lance Armstrong foi condenado pela justiça dos EUA a pagar US $ 10 milhões a um de seus antigos patrocinadores, a SCA Promotions.