Beiras : César Fonte faz dobradinha na chegada a Seia

César Fonte venceu a segunda etapa do Prémio das Beiras, na chegada a Seia e, de uma assentada, passou para a liderança da corrida.

Foi uma etapa longa, 192 kms, e tal como a da jornada de ontem altamente disputada, com algumas fugas de permeio, protagonizadas  por ciclistas,  já ” fora da corrida”, ou melhor pela luta dos primeiros lugares, a que só podiam aspirar 22 ciclistas, o que originou alguma marcação, quase individual, impedindo assim fugas de  ciclistas perigosos . Se ontem as dificuldades surgiram logo no início dos primeiros kms, hoje foi ao contrário, iniciando-se as primeiras fases difíceis  em Alpedrinha,  com cerca de 75 kms c início de uma série de contagens que acabou por ditar a lei dos mais fortes. Muito ativos foram os homens da equipa americana da Ralli, contrariados pela equipa russa do camisola amarela. Alás, com excesso de confiança, ou falta de alguma experiência, Strakhov respondeu a muitos esticões, contra atacando na frente do pelotão, o que lhe viria a ser fatal no sprint final .

Numa chegada empinada, no centro de Seia, César  Fonte levaria a melhor sobre um inesperado Henrique Casimiro. Na verdade esperar-se-ia mais por Daniel Mestre,  mas a chegada era mesmo dura , facilitando a vida a homens menos rápidos, como o caso de Joni Brandão, que foi terceiro .  Importante os lugares de chegada, pelas bonificações, das quais o mais favorecido nas intermédias, acabaria por ser Domingos Gonçalves , vencedor de uma contagem e de três segundos de bonificação.

Amanhã, na chegada à Guarda, um leque de ciclistas tem grandes hipóteses de vir a vencer, em especial homens duros e com caraterísticas de trepadores. Mas , qualquer um dos ciclistas que ocupa o top ten da geral individual tem chances de vir a ser o vencedor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *