flandres: a quickstep e os outros, entre os quais, sagan

Philippe Gilbert wins 2017 Tour of Flanders

O Tour de Flandres costuma ser um assunto entre belgas e, neste caso, entre o poder coletivo da “Quick-Step Floors” e as potencialidades individuais de homens  como Sagan e Van Avermaet , provavelmente os homens mais fortes da corrida, a par naturalmente de Gilbert , o vencedor do ano passado.

Gilbert, Niki Terpstra, vencedor da E3 Harelbeke, Yves Lampaert e Zdenek Stybar, vencedores do Vlaanderen,  são nomes fortes e estão todos no mesmo bloco, daí que não seja surpresa , pelo menos em provas de um dia, a sua grande supremacia. Este ano já vão em 20 triunfos. O seu grande desaire, elo menos em corridas disputadas em casa, foi a Gent Wevelgen que Sagan venceu.

Apesar de toda esta supremacia, os homens da QuickStep não são os mais favoritos os grandes apostadores, neste tipo de vatícinios, é sagam que corre na frente , liderando a bolsa de apostas.

Para além de Sagan, os comandados de Patrick Lefevere terão de se haver com Greg Avermaet, um grande ciclista, mas poucos vezes vencedor. O belga tem demasiados postos de honra, mas poucos como grande vencedor.

Tiesj Benoot (Lotto Soudal) , Sep Vanmarcke (EF-Drapac) , Michal Kwiatkowski (Team Sky), Gianni Moscon  são outros nomes badalados como potenciais candidatos ao triunfo final, tal como Vincenzo Nibali, depois do seu estrondoso triunfo no Milão-S.Remo, mas o italiano tem o arcabouço para provas de paralelo.

Outros nomes a ter em atenção e a seguir, em especial o campeão mundial de ciclocrosse,  Van Aert, mas também  Matteo Trentin e  Jasper Stuyven (Trek-Segafredo) .

Se o vencedor deste Tour de Flandres não estiver incluído neste lote, será a surpresa . Mas , numa prova como esta, os candidatos surpresa não acontecem muitas vezes.