30º Passeio de Vila Nova de Foz Côa – Rui Sousa foi a figura do dia

 

Denominado do Passeio das “Amendoeiras em Flôr”, é um dos passeios sem dúvida mais bonitos que se realiza em Portugal, por uma zona de beleza inexplicáveis, que só visto se pode deslumbrar, mas, também é um dos melhores passeios realizados, pelas forma como sabem receber, antes, durante e após a sua realização, não querendo desprezar os muitos passeios que se realizam por este país, sem dúvida muitos e muitos bons, este tem um toque muito especial, que todos que por lá participam vão descobrindo, e ficam deslumbrados.

A 30ª edição foi para a estrada este domingo 4 de março, numa organização da Associação Cicloturismo do Côa, abrindo assim o calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) a qual contou com o seu apoio, contando ainda com o apoio do Município de Foz Côa, entre outros.

Este ano o passeio foi muito especial, não só pelos 30 anos de realizações, mas por ter um convidado muito especial, Rui Sousa, que terminou a sua carreira de profissional em 2017 na Volta a Portugal em Bicicleta, foi convidado de honra, marcou presença, e pedalou com o pelotão composto por cerca de 120 cicloturistas.

O passeio que teve concentração pelas 8 horas junto ao Pavilhão Desportivo local, tendo a partida sido dada cerca das 9.15, iniciou-se com uma pedalada até ao Município de Foz Côa, onde os participantes receberam as boas vidas do Vice-presidente João Paulo, fazendo os participantes uma foto de grupo, e dando depois a partida real do evento, o qual veio a terminar cerca das 13,30 no mesmo local.

O mesmo, que teve uma extensão de cerca de 60 quilómetros, por locais sem dúvida maravilhosos, num sobe e desce, numa zona bastante acidentada, mas superada por todos os participantes. Ao longo do trajeto existiu um troço de roda livre com cerca de quatro quilómetros, com uma inclinação de 8%, e ainda dois abastecimentos, que deslumbraram todos os participantes, com a abundancia e os apetitosos petiscos colocado à disposição de todos, oferecidos pelas Juntas de Freguesias de Mós do Douro, e Touca.

O postal ilustrado:

A nossa estadia em Foz Côa começou no sábado, com um dia muito chuvoso, depois do almoço, a primeira paragem foi o Museu do Côa, ao qual queremos agradecer à direção do mesmo, a disponibilidade de podermos recolher imagens para a nossa reportagem, tanto em fotos como em Vídeo.

Como o Cicloturismo é a conjugação de bicicleta mais turismo, nada mais interessante do que mostrar um pouco aquele local, muito atrativo, como as amendoeiras em flôr, ex-libris da região.

Depois, fomos recebidos pela organização, que na pessoa de Carlos Gonçalves, presidente da Associação de Cicloturismo do Côa, nos fez a honra da casa, e nos mostrou alguns locais mais interessante, até à hora de jantar, onde depois no mesmo, foi recebida a figura principal deste passeio, Rui Sousa.

No decorrer da mesmo, com a direção da Associação, e a presença do Vice- Presidente do Município, e da direção da FPCUB, e ainda com a presença de Alcino Rodrigues, um antigo ciclistas, foram feitas homenagens as estes dois ciclistas, pelos seus feitos na modalidade.

Domingo, o dia acordou com uma temperatura amena, e muito sol, o que alegrou tanto organização como participantes, a manhã prometia um excelente convívio, o qual se veio a concretizar, sem um única gota de chuva.

Pedalou-se, conviveu-se, num passeio que apesar das dificuldades do trajeto, é impossível de ter outro, pelas caraterísticas do terreno, foi superado por todos, com muita vontade de pedalar, num passeio que retraiu alguns de participar, pelas más condições climatéricas que antecederam o evento.

De referir que este passeio não possuiu forças policiais, apenas com o grupo de Motard de Foz Côa que conseguiram dar segurança a todo o pelotão, em conjunto com a organização que sempre se manteve atenta ao decorrer do evento.

No final, nas palavras do Vice-presidente João Paulo, agradeceu a presença de todos, referiu alguns pontos para que visitassem Vila Nova de Foz Côa, para conhecer a região, saborear a sua gastronomia, e o apoio que tem dado a este evento, e que espera continuar a dar, convidando a voltarem, e trazerem um amigo.

Para Carlos Gonçalves, presidente da Associação do Côa, a satisfação de ter equipa novas a participar, principalmente de Alcanhões, Lisboa, e Amadora, como outras que vieram e são habitual presença, um pouco de todos o país, o que demostra o gosto por este passeio.

Por fim, e numa entrevista que fizemos a Rui Sousa, o mesmo referiu que ficou radiante, existiu uma hospitalidade e uma simplicidade, e uma simpatia que tiveram consigo. Esteve de alma e coração, ia de coração cheio, o tratamento que fizeram tanto na véspera como no dia do evento era sentido, porque as pessoas ficaram felizes por ter vindo, e ele próprio também o ficou.

Ficou feliz pelo passeio, é uma zona maravilhosa, as pessoas são simples, são ao seu gosto, simples como ele é, as pessoas abrem a porta, colocam uma mesa cheia, o que faz todos felizes. Finalizou agradecendo a forma como todos os receberam, com um grande obrigado a todos.

E pouco mais para dizer, apenas dar os parabéns à organização, num passeio marcado por uma figura tão acarinhada pelos amantes do ciclismo, Rui Sousa, que pedalou, conviveu, um pessoa simples, que marcará por muitos anos a memória de todos os que marcaram presença.

Da nossa parte, também agradecer a forma como nos receberam, esperando voltar noutras edições, até lá ficam os votos de bons passeios boas pedaladas.

Podem visualizar as fotos deste passeio em:

https://photos.google.com/share/AF1QipOuW32yb2n40ze441X_Cb_sHrwW0BG_AFb-zzf7J0I59URTDMUzwvDYscU4c-FuaQ?key=c21SSHlHNHdRZ3JwZzVid3dBWnFkajVLRVpZYkV3

Texto: José Morais

Fotos: Helena e José Morais