clássica da Primavera: domingos gonçalves(Radio Popular-boavista) triunfo de classe

Domingos Gonçalves ( Radio popular – Boavista) foi o vencedor da clássica da Primavera, que se disputou hoje na Póvoa de Varzim, resistindo ao pelotão, nos ultimos kms.

O ciclista axadrezado cortou a meta com uma pequena vantagem sobre o pelotão, de dois segundos, depois de se ter isolado na ultima contagem do Prémio da Montanha, no Monte S. Félix, dificuldade que os ciclistas tiveram de ultrapassar por sete vezes.

Um pelotão de 135 ciclistas abalou da Póvoa de Varzim com sol e chegou ao mesmo destino, com mau tempo, chuva e vento. Apanágio desta clássica têm sido, nos últimos anos, fugas numerosas e, mais uma vez,  a tradição não fugiu à regra. O pelotão fragmentou-se várias vezes, mas a fuga principal reuniu nomes sonantes: Gustavo Veloso e Daniel Freitas ( W52-FCP),  Luis Gomes e David Rodrigues ( RP-Boavista), Henrique Casimiro ( Efapel) , Venceslau Fernandes ( Liberty), Aleksandr Grigorev (Sporting-Tavira),   e João Matias ( Vito -Feirense) . A escapada nunca chegou a atingir os dois minutos, muito por culpa da Efapel que, insatisfeita com a composição dos fugitivos encetou a perseguição.

Quando a escapada estava praticamente anulada, e restavam na frente poucos ciclistas da fuga inicial, Domingos Gonçalves atacou, na penultima volta, juntou-se ao grupo da frente, fazendo durar a escapada até à entrada do Monte S.Félix, altura em que foi neutralizada, já depois de uma tentativa de Aleksandr Grigorev (Sporting-Tavira) que chegou a ter cerca de dez segundos de vantagem sobre os seus companheiros de fuga .

À entrada da  ultima volta, e no cimo do Prémio de Montanha, o boavisteiro atacou novamente, chegou a ter 33 segundos de vantagem, para terminar com apenas dois segundos, resistindo à perseguição do pelotão,comandado pelos homens do W52 FCP.

Resguardei-me bem e ataquei no momento certo. Na frente tinha dois companheiros , o David e o Luís, que obrigaram os adversários a perseguir. Estou contente porque esta clássica já  tem prestígio .”- palavras do ciclista barcelense, campeão nacional de C/R.

David Ribeiro vencedor do PM.

Nas restantes classificações, David Ribeiro foi o vencedor do Prémio da Montanha, Venceslau Fernandes ( Liberty Seguros), o Prémio da Juventude e a W52-FCP venceu coletivamente.

A Froiz conquistou o prémio Pavés, cuja classificação foi atribuída ao ciclista que mais pontos conquistou nos dois segmentos de paralelos do percurso.

 

 

 

Classificação:

1.º Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Boavista), 3h37m18s
2.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), a 2s
3.º Rafael Silva (Efapel), mt
4.º Daniel Freitas (W52-FC Porto), mt
5.º Alejandro Marque (Sporting-Tavira), mt
6.º Daniel Mestre (Efapel), mt
7.º Óscar Hernández (Aviludo-Louletano-Uli), mt
8.º Edgar Pinto (Vito-Feirense-BlackJack), mt
9.º Aleksandr Grigorev (Sporting-Tavira), mt
10.º Ángel Sánchez (W52-FC Porto), mt