não, não se pode comparar a água com o vinho, muito menos a TVI com a RTP

Por mais que se fale, e não estamos aqui a dar o braço a torcer, o trabalho  técnico e jornalístico da RTP, em termos de ciclismo, não tem qualquer paralelo, em comparação com outras estações televisivas.

Poderíamos dizer, simplesmente, que o trabalho jornalístico e de recolha de imagens emitido pela TVI 24, foi na verdade negativo, e  o negativo vai desde o medíocre ao péssimo, e esta escala de valor deverá ser avaliada por cada um dos leitores.

A RTP tem um passado, uma envolvência afetiva com a modalidade, pelo menos aqueles com quem nos habituamos e conviver no dia a dia da Volta a Portugal, com o Miguel Barroso escondido na dura tarefa de editor. Todos sabemos isso, da qualidade do seu trabalho, do nível dos seus jornalistas, e o entusiasmo e carinho que  a grande maioria destes jornalistas tem para com o ciclismo. Naturalmente que também sabemos que a RTP, infelizmente não é comandada por estas pessoas, que sabem do valor do ciclismo como modalidade de audiências, como modalidade televisiva.

Dizia-me um conceituado cirurgião da cidade do Porto, sabendo quem eu era e o meu relacionamento com a modalidade : “ A sorte do ciclismo é ser uma modalidade de televisão. Nunca nada é igual. Não acompanho o ciclismo, mas a Volta e o Tour são uns clássicos e lá estou a ver, sempre que posso.”

Se este médico reconhece isto mesmo, seria bom que na RTP,  e os mandões lá do sítio, reconhecessem também, que o ciclismo está para o povo português, como a água para os peixes, e que não é o surf ( deve haver algum filho de um qualquer administrador da RTP a praticar este desporto) ou o ténis, por exemplo, que tem mais audiência,mais interesse, mais carisma, mais tradição, mais história e maior ligação afetiva com o nosso povo que o ciclismo.

Ora, se assim é, e os factos provam-no, porque é que a RTP despreza uma modalidade tão televisiva como o ciclismo ? ( 1) Naturalmente que não nos revemos na TVI 24 como uma solução para o problema, pelo menos enquanto este conteúdo for tratado tão mal e esta estação televisiva não corrija este pormenor e seja tão apressada a interromper uma transmissão em direto para dar uma pequena notícia de futebol. É mau demais para ser entendido como jornalismo.  JS

(1) A ligação perigosa entre a anterior gerência da FPC e a RTP, não foi a melhor, para uma interação entre as partes mais séria, por parte de quem não assumiu o pagamento dos serviços da estação de televisão.

2 comentários a “não, não se pode comparar a água com o vinho, muito menos a TVI com a RTP”

  1. Se a divida é de responsabilidade da Associação, a FPC não está isenta de culpas, dado que a ACA é uma estrutura enquadrada na FPC.

  2. A associação do Algarve é que não pagou à rtp e a culpa é da federação, está certo senhor Santos !

Os comentários estão fechados.