andaluzia: wellens faz dobradinha e “rebenta” com a sky

Tim Wellens ( Lotto-Soudal) fez sensação na Volta a Andaluzia, ao triunfar isolado a quarta etapa, a ultima em linha, numa difícil e empinada ascensão que, embora fosse curta provocou uma reviravolta na classificação, com a toda poderosa Sky a baquear.

Alcala de los Gazules, assim se chama a povoação que pode ficar para a história, pois não é do pé para a mão, que um ciclista consegue derrotar a poderosíssima esquadra britânica. O desatino foi tão grande, que Mikel Landa foi segundo e Fulgsang terceiro. O azar, contudo, bateu à porta de Chris Froome, que avariou a três kms da meta, terminando na 37ª posição a 1.19 do vencedor.

O C/RI tem o poder de decisão , com os cinco primeiros separados por escassos vinte segundos, com os 14 kms da prova a mostrarem-se curtos para uma eventual recuperação de Poels, que baixou entretanto ao quarto lugar.

1 Tim Wellens (Bel) Lotto Soudal 4:26:33
2 Mikel Landa (Spa) Movistar 0:00:05
3 Jakob Fuglsang (Den) Astana 0:00:12
4 Wout Poels (Ned) Team Sky 0:00:13
5 Floris de Tier (Bel) LottoNl-Jumbo
6 Marc Soler (Spa) Movistar 0:00:17
7 Steven Kruijswijk (Ned) LootoNl-Jumbo 0:00:20
8 Luis leon Sanchez (Spa) Astana
9 Simon Clarke (Aus) EF Education First-Drapac 0:00:21
10 Andrea Pasqualon (Ita) Wanty-Groupe Gobert 0:00:24

Geral:

1 Tim Wellens (Bel) Lotto Soudal 17:24:25
2 Mikel Landa (Spa) Movistar 0:00:07
3 Jakob Fuglsang (Den) Astana 0:00:11
4 Wout Poels (Ned) Team Sky 0:00:14
5 Luis leon Sanchez (Spa) Astana 0:00:20
6 Marc Soler (Spa) Movistar 0:00:32
7 Steven Kruijswijk (Ned) LootoNl-Jumbo 0:00:58
8 Simon Clarke (Aus) EF Education First-Drapac 0:01:05
9 Mikel Bizkarra (Spa) Euskadi 0:01:14
10 Sergio Pardilla (Spa) Caja Rural – RGA 0:01:24