costa rica: uma dúzia de casos positivos

Que o ciclismo sulamericano goza de um prestígio muito abalado e complicado já se sabia, para o qual tem contribuído resultados anómalos de alguns ciclistas, que depois quando transitam para equipas europeias não confirmam, regressando à base. Exemplos são muitos, e3 at+e um por cá passou, na Volta a Portugald este ano e o resultado viu-se.

Mas a situação complicou-se um pouco qaundo, de uma assentada nada mais nada menos do que doze ciclistas acusaram positivo, uns com EPO-cera e um com EPO. Podem dizer que são ciclistas de segundo plano, mas o problema é grave por aquelas bandas e não ajuda nada á credibilização da modalidade.