nacionais de ciclocrosse não trouxeram surpresas

A disciplina de ciclocrosse teve hoje, a nível mundial, dia reservado para a realização dos diversos campeonatos nacionais.

Na Holanda, Mathieu Van der Poel  não deixou por mãos alheias, os seus créditos pessoas de melhor ciclocrossista do mundo, vencendo isolado.  Como curiosidade, aponte-se o facto do seu irmão David ter sido medalha de bronze.

Já na Bélgica, onde o ciclocrosse é uma das modalidades mais mediáticas, Wout Van Aert    Wout  ( Crelan – Charles) foi o vencedor, nuim país que atravessa uma crise em termos de grandes nomes.

Em França. foi Steve Chainel  que provocou a surpresa, vencendo á frente de Francis Mourey, já numa carreira descendente.

Em Portugal, Mário Costa (Brújula  Team) e Sandra Santos  são os novos campeões nacionais na categoria máxima, numa prova disputada em Melgaço.

A prova masculina de sub-23 foi ganha por  Miguel Salgueiro (Sicasal/Constantinos/Delta Cafés),Jéssica Costa (ASC/Focus Team/Vila do Conde) foi a melhor sub-23 feminina,  e Guilherme Mota sagrou-se campeão nacional de juniores. As corridas de cadetes foram ganhas por dois corredores do BTT Loulé/Elevis, Diogo Neves e Daniela Campos.

2 comentários a “nacionais de ciclocrosse não trouxeram surpresas”

  1. Sabemos desse ponto, contudo, o ciclocrosse belga passa por uma crise, resultante do domínio de van der Poel, que naturalmente tem remetido os belgas para uma posição demenos relevo. Quando nos referimos a esta situação, analisamos um conjunto e não apenas um nome como Van der Wout. Longe vão os tempos em que os belgas dominavam os Mundiais com sete homens nos dez primeiros.

  2. “Wout Van Aert Wout ( Crelan – Charles) foi o vencedor, nuim país que atravessa uma crise em termos de grandes nomes”

    Convém referir que Van Aert é BI Campeão Mundial..

Os comentários estão fechados.