a china abre as portas a todo o mundo, mas sobretudo aos espanhóis

A China abre as portas ao ciclismo, já num período fora de portas. Pese a redundância, o esforço dos organizadores do país asiático, na promoção das suas provas, não vem na melhor altura.

Provas por etapas sucederam-se na  China, a partir de setembro, e o Tour de Hainan, que se disputa atualmente, num período em que a maior parte do pelotão está de férias, não cativou equipas e ciclistas de quilate e, mesmo o público pouco ou nada se interessa pela prova que se pretendia com um outro pelotão..

Continuando a sua saga de descobridores, os espanhóis encontram-se espalhados um pouco por todo o mudo. No Japão, na China, na América do Sul, formando uma série de equipas, tendo na sua direção técnica espanhóis. Por isso, quando assim acontece, eles lá vão brilhando e, pelos vistos, enchendo os bolsos, mau grado a longa distância que os separa da pátria.

No Tour de Hainan, um desconhecido, o espanhol  Jan  ABERASTURI foi o vencedor da 1ª etapa,  à frente do favorito  Jakub MARECZKO   ( Willier – Triestina) , atual líder depois de ter vencido a segunda etapa.

Também na China, Alberto Contador despediu-se, parece agora de vez, num Circuito, em Xangai, em que os lugares já estão atribuídos à partida, cabendo a Froome o triunfo

Embora o ciclismo espanhol vá perdendo figuras, só resta Valverde, dos chamados grandes, muito embora Mikel Landa se perfile para ocupar um lugar de destaque, a sua força começa a dar frutos, muito por força de antigos ciclistas,  que recentemente deixaram a modalidade e que se embrenharam muitos como organizadores, outros fomentando novas equipas , por tudo isto o ciclismo vai ganhando nova força, em especial no ressurgimento de novas equipas, já vão em seis com caráter profissional  e muitas provas renascem das cinzas, foi a Valenciana, Aragão e outras provas ganhando maior espaço.

O curioso, do ciclismo espanhol, é que conseguiu manter uma atividade muito própria da sua identidade, ao contrário do nosso ciclismo que ainda não conseguiu encontrar um caminho seu, independente e com contínuas mudanças.