moscon desclassificado no final do mundial

Gianni Moscon (Sky)

O italiano Gianni Moscon, tal como tinhamos abordado ontem na peça sobre o Mundial, acabaria por ser  desclassificado,no final da corrida, segundos os comissários, por meio fundo prolongado.

O que bem poderia ter sido a discussão  do ano, felizmente não aconteceu,isto se tivermos em linha de conta que Moscon foi alcançado a apenas 1500 metros da linha de meta, quando seguia na frente da corrida, conjuntamente com Alaphilippe.

Agora pensemos só na hipótese da fuga ter vingado e o italiano ter ganho este Mundial, em luta direto com o  francês. O que se passaria para crédito ou descrédito da prova e as discussões que se iriam travar.

Escreveu-se direito por linhas tortas, pois se pensarmos bem o grande homem deste Mundial foi precisamente Julian Alaphilippe e a sua equipa , a França, que tudo fizeram para vencer este Mundial.

Guimard, selecionador francês,  no final da corrida e ainda sem saber da desclassificação de Moscon, admitiu que se Alaphilippe estivesse na frente sozinho teria ganho, pois o italiano pouco puxou intimidando assim o seu ciclista, que não deu tudo com medo de ser surpreendido no sprint final.

Sem equipa, sem qualquer influência na corrida, Peter Sagan escondeu-se no meio do pelotão e só deitou a cabeça de fora nos últimos cem metros, sagrando-se campeão do mundo . Às vezes mais vale ter graça do que ser engraçado.