dia de descanso a pedalar

O Dia de descanso numa prova de ciclismo, em especial com a duração da Volta a Portugal, para além de um desperdício de tempo e dinheiro, transforma-se numa jornada entediante, e nalguns casos num dia perigoso para muitos ciclistas.

Bem, mas faz parte do espetáculo , é quase como um circo sem público, pois as tarefas são iguais para todos.

Os ciclistas cumprem os mesmos rituais. Pequeno almoço  um pouco mais tarde a  hora de saída para o treino, varia. Poucos são os ciclistas que arriscam não treinar neste dia. Horas de treino que, normalmente variam com as caraterísticas fisiológicas de cada ciclista, mas em especial com a idade. Quanto mais idade ,mais necessidade de um treino mais longo, e com níveis de transpiração elevados.

Os massagistas têm as mesmas preocupações, talvez até um pouco mais acrescidas,  e as massagens, finalmente são a horas mais condizentes com um melhor descanso .

A Volta a Portugal com este horário e com estas neutralizações representam um esforço suplementar para todos, e impedem uma maior e melhor recuperação dos ciclistas . Curiosamente, quando a preocupação dos responsáveis pela modalidade, parece acutilante em todas as direções, neste campo ninguém parece preocupado.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *